Redação Pragmatismo
Eleições 2018 19/Oct/2018 às 12:32 COMENTÁRIOS

Agência diz que não tem controle sobre empresários "anti-PT" no WhatsApp

Portal UOL aprofunda o escândalo revelado pela Folha nesta quinta-feira, sobre empresários anti-PT terem investido milhões, de maneira ilícita, em serviços de disparo em massa de mensagens no WhatsApp, favorecendo a campanha de Jair Bolsonaro

Agência controle empresários

Jornal GGN

O UOL aprofundou o escândalo revelado pela Folha na quinta (18), sobre empresas anti-PT terem investido milhões em serviços de disparo em massa de mensagens no WhatsApp, favorecendo a campanha de Jair Bolsonaro.

Segundo o portal de notícias, uma das agências citadas na matéria da Folha admitiu que não tem nenhum controle sobre quem são os empresários que utilizam o disparo em massa. Além disso, ele também não sabe se o conteúdo das mensagens disseminadas na rede social contra o PT é falso.

Saiba mais:
As 10 notícias falsas mais populares da eleição são a favor de Bolsonaro
Datafolha: 61% dos eleitores de Bolsonaro se informam pelo WhatsApp

Ao UOL, Lindolfo Antonio Alves Neto, diretor da Yacows, disse que é “humanamente” impossível ter controle sobre todas as operações feitas na plataforma.

Para utilizar os serviços da Yacows de disparo em massa, o usuário só precisa se cadastrar no site da empresa, comprar créditos, indicais os números dos telefones que serão alvos e informar o conteúdo divulgado.

A empresa cobra entre R$ 0,08 e R$ 0,30 por “pacote de disparos de mensagens.”

Ele disse à reportagem que nunca foi procurado diretamente por empresas anti-PT com interesse em disparar mensagens de ordem política. Mas admitiu que não há fiscalização. As empresas poderiam apenas ter se cadastrado e disseminado fake news sem que ele soubesse. Não há meios de impedir que alguém possa “ludibriar” o sistema, comentou.

Se alguma agência ligada à campanha dele se cadastrou aqui, não tem como eu saber. Não dá para ficar checando as ligações de cada empresa“, afirmou.

A reportagem da Folha citou outras agências que fornecem esse tipo de serviço.

Bolsonaro, por sua vez, admitiu que sabe que o financiamento empresarial é ilegal, mas argumentou que não pode controlar seus “apoiadores“.

Leia matéria na íntegra.

Leia também:
PSDB recebeu proposta ilegal para disparar mensagens para 80 milhões
Rosa Weber é cobrada por artistas: “Senhora ministra, qual a posição do TSE?”
Diretor do Datafolha admite manipulação no resultado do 1º turno
Antes do Caixa 2, campanha de Bolsonaro já era acusada de vários crimes
TSE liberou Bolsonaro a realizar campanha eleitoral mais sórdida da história
Estudo aponta Silas Malafaia como o rei das fake news no Brasil
Polícia Federal investiga ameaça de bolsonarista a Rosa Weber
General bolsonarista pretende “destituir e prender vários ministros do STF”

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários