Redação Pragmatismo
Eleições 2018 13/Sep/2018 às 10:27 COMENTÁRIOS

O general Mourão teria desistido de Jair Bolsonaro?

A facada nas costas que Hamilton Mourão (o vice) deu em Jair Bolsonaro mostra que o general já desistiu do capitão

Capitão Bolsonaro e General Mourão
Capitão Bolsonaro e General Mourão

Kiko Nogueira, DCM

A facada nas costas que o general Mourão desferiu em seu titular de chapa escancarou a farsa da exploração do atentado.

Sem consultar o PSL, o partido de Jair Bolsonaro, nem a família dele, o PRTB decidiu recorrer ao TSE.

A ideia é que Mourão represente Bolsonaro nos debates na TV enquanto o capitão estiver internado.

Segundo o Valor, Levy Fidelix, presidente do PRTB, afirmou em reunião que Mourão precisa estar preparado para “assumir o protagonismo”.

O golpismo do vice saiu do armário.

Na terça, dia 11, falou que “esse troço já deu o que tinha que dar”. Você decide se ele estava falando de Jair ou do ataque em Minas.

“É uma exposição que eu julgo que já cumpriu sua tarefa. Ele vai gravar vídeo do hospital, mas não naquela situação, não propaganda. Vamos acabar com a vitimização, chega”, afirmou, botando ordem na casa.

Prometeu dar um chega pra lá nos bolsominions.

“Não adianta haver confronto neste momento, não faz bem para ninguém e é péssimo para o país”, declarou.

Mourão, comenta-se, carrega numa pasta um dossiê de cada candidato à Presidência. O material seria oriundo de “inteligência militar”.

Esse arsenal, fica claro agora, poderá ser usado contra o próprio Bolso.

Noves fora a ambição e o gorilismo, Mourão sabe, no fundo, que capitão não manda em general e que Ernesto Geisel estava correto sobre Jair Bolsonaro: “completamente fora do normal, inclusive um mau militar”.

Imagine essa turma no poder, que beleza.

_______________________________________________________

Diante da notícia de que Mourão entrou na Justiça para substituir Bolsonaro, sem consultá-lo, o jornalista Leandro Fortes afirmou, em suas redes sociais, que “um general, por mais maluco que fosse, jamais aceitaria se subordinar a um capitão”.

Leia também:
Miriam Leitão protagoniza momento mais constrangedor do jornalismo recente
Além de racista, declaração de Mourão contra negros é incoerente
Coronel acusa vice de Bolsonaro de favorecer empresa em contrato do Exército
Vice de Bolsonaro ataca negros e indígenas em 1º evento público como candidato
Desembargador que manteve Lula preso trata vice de Bolsonaro como amigo
As frases mais polêmicas do vice de Jair Bolsonaro
Amazônia tem que ser vendida e índios são ‘indolentes’, diz general da intervenção
No Rock in Rio, Ana Cañas dedica música ao general Mourão
Carta aberta ao general Antonio Hamilton Mourão
Tudo que não precisamos é do retorno da indisciplina militar

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Silas A. Santos Postado em 06/Jul/2019 às 13:51

    Traíra com traíra, vão se morder uns aos outros....enquanto isso, o povão JÁ fez a SUA escolha : HADDAD/MANUELA/LULÃO... É 13 no pedaço !!!! 13 !!!! Sem descuidar da bancada de ESQUERDA, Deputados Estaduais, Federais, Senadores e Governadores de partidos que votaram contra todas as artimanhas de temer e dos malignos tucanos....Parlamentares com"P" maiúsculo...que vão colaborar com o governo popular do TRI-PLEX campeão... HADDAD/MANUELA/LULÃO !!!! É 13 !!!!!

  2. Paulo Roberto Galliac Postado em 06/Jul/2019 às 13:51

    Os decepticons são assim dão rasteira em todo mundo até em outros decepticons.

  3. Paulo Roberto Galliac Postado em 06/Jul/2019 às 13:51

    Starscream traindo Megatron novamente.

  4. Salomon Postado em 06/Jul/2019 às 13:51

    Não existe 5ª série em Colégio Militar. Nada obstante, o mais provável é que os milicos deixem que prevaleça a democracia de punhos de renda. Ora, se esses seguranças dos estados unidos não moveram uma palha em defesa da soberania nacional é até risível acreditar queiram assumir o comando político do país. O que os milicos querem mesmo é sombra e água fresca. Aliás, lembro-me de um seriado americano com esse nome: "guerra, sombra e água fresca".

  5. Araújo Postado em 06/Jul/2019 às 13:51

    Um idiota incompleto!

  6. Edison Carleti Postado em 06/Jul/2019 às 13:51

    Já que hoje em dia viraram moda as tais teorias da conspiração, irresponsavelmente irei profanar a minha em relação ao atentado sofrido por Bolsonaro. Como já sabemos, houve um racha no PSL que levantou não só fagulhas mas também algumas chamas. Foi uma troca de sutilezas, com mensagens bem educadas do Alexandre Frota para a tal da Joyce. Isso sem falar nos arranca rabos envolvendo o presidente do partido. Pois bem, tudo isso dá até para desconfiar que o atentado tenha sido provocado por eles mesmos. Como Bolsonaro está vivo, mas vai ficar acamado por um bom tempo, se ele vencer as eleições quem assumirá em 1o de janeiro será o General Mourão, o vice. Seria a volta de um general ao poder, meio que por tabela, mas lá de novo. Será que teria possibilidade essa minha teoria maluca?