Redação Pragmatismo
Justiça 12/Jun/2019 às 14:22 COMENTÁRIOS

TRF-4 também teria vazado informações para 'O Antagonista'

Não era só Sergio Moro que vazava informações privilegiadas para O Antagonista -- site da Empiricus e de Diogo Mainardi. Agora surgem indícios de que o Tribunal Regional Federal da 4a. Região TRF-4 também vazou para o veículo

TRF-4 vazado informações O Antagonista lula lava jato

Joaquim de Carvalho, DCM

Não eram apenas Sergio Moro e seus subordinados no Ministério Público Federal em Curitiba que vazavam informações para os antas do site da Empiricus.

Há indícios de que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região também privilegiou os jornalistas (sic) da organização com informações que deveriam ser mantidas sob sigilo.

Foi em 24 de janeiro de 2018, quando o TRF-4 confirmou a sentença de Sergio Moro e tirou Lula da disputa eleitoral.

Às 8:17, quando ainda não havia iniciado a sessão, o site da Empiricus postou uma nota com informações que só poderiam ter sido vazadas por quem já conhecia o resultado do julgamento:

Dos resultados possíveis no julgamento de hoje, há um cenário novo: a possibilidade de Gebran Neto aumentar a pena de Lula.

Os votos de Victor Laus e Leandro Paulsen seriam idênticos, mantendo a sentença de primeira instância”.

Foi exatamente o que aconteceu, conforme se divulgaria no final da tarde, quando a sessão terminou: Gebran aumentou a pena de Lula de 9 anos e seis meses para 12 anos e um mês de prisão, e os votos de Victor Laus e Leandro Pausen foram idênticos.

Os antas do site tinham bola de cristal? Deram o chute certo? Claro que não. Alguém vazou. Resta saber se foi alguém da Vara de Moro, para a qual o resultado do TRF-4 também teria sido vazado, ou se foi alguém do próprio tribunal.

Só peixe graúdo é que tem informação desse tipo

O resultado também indicaria combinação entre os desembargadores para produzir um acórdão sem divergência e, portanto, que tirasse da defesa de Lula a possibilidade de apresentar embargos infringentes.

Leia também: Gebran Neto cancela possível investigação contra Sergio Moro

Dois meses e duas semanas depois, Lula seria preso e sua candidatura a presidente seria indeferida por conta dessa condenação em segunda instância, sem chance de recurso no TRF-4.

Naquele início da manhã em que O Antagonista vazou o resultado do julgamento de Lula, o dólar caiu — foi a R$ 3,19 e a Bolsa de Valores teve ganhos expressivos.

Tudo bem que, depois com Jair Bolsonaro, o dólar ultrapassasse a barreira dos R$ 4,00 e a Bolsa caísse. Mas, naquele dia, quem soube com antecedência o resultado do julgamento do TRF-4 ganhou dinheiro.

O vazamento de informação sigilosa, como o voto de um desembargador, é sempre criminoso. Mas, para alguns, é um crime que compensa.

Saiba mais:
Quem tem medo de Glenn Greenwald e do The Intercept?
Extremistas querem deportar jornalista que revelou ‘Lavajatogate’
The Intercept sofre ataques após revelar esquema entre Moro e Dallagnol
Jornalismo brasileiro deveria estar de luto após as revelações de Greenwald
10 pontos para entender a gravidade da relação entre Moro e Dallagnol

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. karina_n Postado em 06/Jul/2019 às 19:07

    Pior que estamos vendo ai o sistema todo criando cortina de fumaça e querendo faxer lavagem cerebral nas pessoas, fazendo-as acreditar que ou não tem nada demais nessas conversas ou elas fotam adulteradas pelo "hacker" que apareceu repentinamente nas conversas do pessoal que tá todo sujo. Se nada acontecer, desistam do sistema e passem a fazer justiça com as próprias mãos. Parece que é o que tem valido a pena.