Redação Pragmatismo
Mídia desonesta 11/Jun/2019 às 13:30 COMENTÁRIOS

Jornalismo brasileiro deveria estar de luto após as revelações de Greenwald

O jornalismo brasileiro deveria estar de luto. No mínimo, ruborizado, com vergonha de ir comprar pão na padaria. Precisou que um jornalista gringo revelasse o que há muito se desconfiava, mas que a imprensa tradicional brasileira sempre se negou a investigar

Jornalismo brasileiro deveria estar de luto após as revelações de Greenwald
Glenn Edward Greenwald (Imagem: DailyBeast)

Mário Rocha*, DCM

O jornalismo brasileiro deveria estar de luto. No mínimo, ruborizado, com vergonha de ir comprar pão na padaria.

Precisou que um jornalista gringo revelasse o que há muito se desconfiava, mas que a imprensa tradicional brasileira sempre se negou a investigar, ou seja, que a operação Lava-Jato é uma farsa e que Sergio Moro é um farsante.

Mas não haverá autocrítica por parte dessa mídia.

Saiba mais:
10 pontos para entender como funciona a mídia brasileira
“Como jornalista, estou chocado com a mídia do Brasil”, diz Glenn Greenwald
A imprensa e o papel das mídias no Brasil
Wikileaks tira máscara da mídia brasileira e comprova: estão a serviço dos EUA

A hipocrisia e a boçalidade fazem parte do modus operandi dela.

Pra não citar a desonestidade na manipulação de corações e mentes.

Glenn Greenwald não revela apenas a farsa supra citada. Revela também, de modo subliminar, o provincianismo da tradicional imprensa brasileira representada pelas famiglias Marinho, Frias, Mesquita, Civita e seus sabujos empedernidos das redações dos veículos de onde saem as “notícias” e as análises dos “especialistas”.

O jornalismo praticado pelas grandes corporações da imprensa brasileira, com raras e honrosas e até heroicas exceções, é uma vergonha nacional.

Leia tamém:
10 pontos para entender a gravidade da relação entre Moro e Dallagnol
Trama entre Moro e Dallagnol pode anular processos, avaliam juristas
Sistema judicial brasileiro foi cúmplice dos desmandos de Moro e Dallagnol
“Invasão hacker” em celular de Sergio Moro teria sido armação dele próprio
Arquivo do escândalo Moro-Dallagnol é maior que o do caso Snowden, diz Greenwald

*Mário Rocha é jornalista.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários