Redação Pragmatismo
Justiça 17/Jun/2019 às 14:00 COMENTÁRIOS

Ameaças de morte contra família de Glenn Greenwald são encaminhadas à PF

Subordinada a Sergio Moro, Polícia Federal já está ciente das ameaças de morte contra a família do jornalista Glenn Greenwald em razão das reportagens sobre a Lava Jato

Ameaças de morte contra família de Glenn Greenwald são encaminhadas à PF
Glenn Greenwald, David Miranda e filhos (Reprodução Facebook)

Victor Ohana, CartaCapital

O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) encaminhou para a Polícia Federal uma denúncia sobre as ameaças recebidas desde os vazamentos de conversas da  operação Lava Jato noticiados no dia 9 de junho pelo portal The Intercept Brasil. O registro foi feito na terça-feira 11. Segundo a assessoria jurídica, a denúncia foi anexada a uma queixa-crime já relatada em março, sobre ataques sofridos quando substituiu o posto de Jean Wyllys.

O caso está na Corregedoria Regional da Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal. A assessoria do parlamentar informou que, para a defesa, entende-se o título penal como ameaça e crimes contra a honra.

De acordo com a Folha de S. Paulo, os dois filhos adotivos de Miranda também são alvo de ameaças. O deputado é casado com o jornalista americano Glenn Greenwald, responsável pelo site que divulgou mensagens privadas do ministro da Justiça, Sérgio Moro, quando era juiz na Operação Lava Jato, com os procuradores da força-tarefa.

Saiba mais:
“A cada mentira, publicaremos a prova de que Moro está mentindo”, diz Greenwald
Moro não quer que o Intercept faça com ele o que a Lava Jato fez com os investigados
Grupos corruptos do sistema judiciário vão para cima de Glenn Greenwald
Seis palpites sobre quem está por trás da #VazaJato
Jornalista gay é atacado pelo deputado Jair Bolsonaro

Segundo o conteúdo do Intercept, Moro deu orientações ao procurador Deltan Dallagnol na acusação do processo do tríplex do Guarujá, que resultou na prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ex-juiz chegou a zombar dos advogados do réu, chamando suas manifestações de “showzinho da defesa.

O ato é questionado por juristas, devido à falta de imparcialidade do então juiz ao conduzir o caso. Com as denúncias, abriu-se brechas para a anulação da operação.

Em entrevista à Agência Pública, Greenwald se pronunciou sobre as ameaças sobre ele e seu parceiro. “Eu e meu marido estivemos juntos no caso do Snowden e nós lutamos contra os governos mais poderosos do mundo e a CIA, NSA, Reino Unido… Estávamos sendo ameaçados o tempo todo. Então, nós já conhecemos essas questões muito bem”, disse.

Veja o que o The Intercept já revelou até agora:

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5
Parte 6

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários