Redação Pragmatismo
Contra o Preconceito 05/Sep/2017 às 12:46 COMENTÁRIOS

Jornalista gay é atacado pelo deputado Jair Bolsonaro

Homossexual assumido e casado com David Miranda, o jornalista norte-americano Glenn Greenwald foi alvo de piada homofóbica por parte do deputado Jair Bolsonaro nas redes sociais

bolsonaro jornalista gay

O presidenciável Jair Bolsonaro trocou ataques com o jornalista americano Glenn Greenwald nesta segunda-feira por meio do Twitter.

Um internauta questionou Greenwald sobre um comentário do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que qualificara Bolsonaro como “competente” por aparecer bem-posto nas pesquisas presidenciais.

Em sua resposta, o jornalista referiu-se a Bolsonaro como “fascista”. A reação do deputado veio num post escrito na língua de Shakespeare.

“Do you burn the donuts? I don’t care! Be happy! Hugs for you! (Você queima a rosca? Não me importo! Seja feliz! Abraços para você!)”, escreveu Bolsonaro em seu perfil no Twitter. Greemwald vive no Rio de Janeiro com seu companheiro, o carioca David Miranda, vereador pelo PSOL.

O jornalista compartilhou o ataque de Bolsonaro. Repisando o adjetivo, insinuou para os seus seguidores que o “deputado fascista”, candidato à sucessão de 2018, é prisioneiro de uma obsessão homofóbica: Ele “responde minha crítica com uma nobre referência ao sexo anal gay, sempre na sua cabeça”.

Bolsonaro não se deu por vendido: “Ativista LGBT americano influente me chama de ‘cretino fascista’ de graça e agora chora porque respondi com amor e tolerância. Dissimulado!”

Editor do The Intercept Brasil, Glenn Greenwald foi o responsável, em parceria com Edward Snowden, por denunciar a existência de programas secretos de vigilância global dos Estados Unidos, realizados pela Agência de Segurança Nacional daquele país.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários