Redação Pragmatismo
Direita 04/Mai/2019 às 15:00 COMENTÁRIOS
Direita

"No meu gabinete tem pessoas armadas", diz deputado do PSL ao ameaçar petista

Publicado em 04 Mai, 2019 às 15h00

"No meu gabinete tem duas pessoas. Se acontecer algum problema de morte, a culpa vai ser da senhora", brada parlamentar do PSL ao ameaçar deputada petista. Bancada do PT acionou Conselho de Ética

gabinete tem pessoas armadas deputado do PSL ameaçar petistas São Paulo
Adalberto Godoy Freitas, deputado estadual pelo PSL (Imagem: José Antonio Teixeira | Alesp)

RBA

No meu gabinete tem duas pessoas armadas que me defendem. Se foram lá, no terceiro andar, 3.109, peça para ir lá e vou deixar acertado aqui, viu, senhor presidente?“, disse o deputado Adalberto Freitas (PSL), da tribuna da Assembleia Legislativa de São Paulo. Ele estava se referindo, em tom de ameaça, à deputada Maria Izabel Noronha, a Bebel (PT).

Se acontecer algum acidente nesta Casa, se eu ter (sic) de defender a minha integridade e acontecer algum problema de morte nesta Casa, a culpa vai ser da senhora“, completou o parlamentar do partido do presidente Jair Bolsonaro.

A bancada petista acionou o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, exigindo a instalação de detector de metais. A razão da intimidação foi o fato de a deputada ser presidenta do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado (Apeoesp). A bancada do PSL insinuou conflito de interesses e “instrumentalização” da Comissão de Educação, que Bebel preside. Os ataques começaram com a deputada Janaína Paschoal, também do PSL, mas ganharam tom mais grave com a referência a armas de fogo.

Em nota, o líder da bancada, Teonílio Barba, reagiu ao pronunciamento, afirmando que a diversidade de ideias e as divergências fazem parte da democracia e acrescentando que “a deputada Bebel e a militância da Apeoesp jamais ameaçariam e atacariam qualquer deputado“.

De acordo com a legenda, a tentativa de apaziguar a situação foi fracassada, afirmando que Freitas, do PSL, ignorou as ponderações dos petistas e passou a ameaçar a deputada. A bancada afirmou que levará a denúncia ao presidente da Casa, Cauê Macris (PSDB), além da representação no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.

Assista à fala do deputado do PSL

Leia também:
Bolsonaro tem pressa para “facilitar a vida” de três categorias de pessoas
Militar é preso em flagrante por desvio de armas para clube de tiros
Exército deu mais tiros ao fuzilar músico que polícia da Alemanha em 1 ano
Flávio Bolsonaro apresenta projeto para instalar fábricas de armas estrangeiras no Brasil
Quem poderá obter e quanto vai custar uma arma de fogo no Brasil?
Eleitores de Bolsonaro votam com armas na mão
Jair Bolsonaro é bancado pelo que há de pior na sociedade

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. André Tiago Postado em 06/Jul/2019 às 00:44

    Se ela e Deputada e tbm presidente de um sindicato de uma das categorias mais perseguidas e injustiçadas há décadas, pq não pode mobilizar e até mesmo deixar a categoria bem informada sobre o que ocorre no Legislativo? Deputados são eleitos justamente para representar o povo, classes, categorias, minorias, empresários... No mais, o Legislativo é uma corporação da iniciativa privada, da qual, comete falta grave o colaborador que externaliza assuntos de interesses do negócio? Esse cara é louco? Pra mim, ele quis forjar uma situação de ameaça na tentativa de criar um ambiente ou situação em seguida favorável à alguma de suas intenções pra lá de preocupante e que exige apuração e cautela. Que pessoal perigoso, é esse.

  2. chichano goncalvez Postado em 06/Jul/2019 às 00:44

    A cada dia que passa , temos a certeza que esse psl é uma milicia pior quer a maffia.

  3. Moacir Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Primeiro cumprimenta o pessoal das polícias que garantem a segurança na Casa e depois refere que tem pessoas armadas em seu gabinete para...? Isso não se constitui em ameaça explícita?