Redação Pragmatismo
Lula 10/May/2019 às 11:00 COMENTÁRIOS

BBC exibe entrevista com Lula na noite desta sexta-feira

BBC exibe nesta sexta-feira a segunda entrevista com Lula. No final de abril, Folha de S.Paulo e El País divulgaram conversa de duas horas com o ex-presidente que foi repercutida mundialmente

BBC segunda entrevista com Lula sexta-feira lava jato
Luiz Inácio Lula da Silva (Imagen: Captura de tela)

RBA

Foi ao ar nesta sexta-feira (10), às 22h30 (2h30 no horário de Londres), pelo canal da BBC World News na internet, a segunda entrevista concedida por Luiz Inácio Lula da Silva. O ex-presidente está preso, há pouco mais de um ano, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Mediada pelo jornalista Kennedy Alencar, a conversa intitulada Lula: Atrás das grades faz parte do projeto do canal britânico que será reprisado ainda no sábado, domingo e na terça-feira (14) ao longo da programação internacional da emissora.

Inicialmente, a entrevista gravada no dia 3 seria divulgada no Brasil pela RedeTV! no sábado (4). Mas, às vésperas, a emissora abriu mão de exibir qualquer trecho da conversa, apesar de ter ingressado na Justiça com pedido para entrevistar o ex-presidente.

Kennedy Alencar alegou que, por integrar um projeto da BBC World News, a emissora britânica teria a exclusividade da conversa. Ainda de acordo com Alencar, seu blog publicará a íntegra em texto e vídeo do conteúdo.

Deputado Paulo Pimenta postou em sua página transmissão captada às 20h30 da BBC Londres

Essa é a segunda entrevista com o ex-presidente após diversos pedidos judiciais para falar com Lula. No final de abril, os jornais Folha de S.Paulo e El País divulgaram a conversa, com duas horas de duração, com os jornalistas Monica Bergamo e Florestan Fernandes Junior. A entrevista bateu recordes de audiência no mundo todo.

Aparentemente mais magro e reafirmando sua irritação com a maneira como foi julgado o processo que o levou à prisão, o petista reforça estar disposto a provar sua inocência e não poupou de críticas à atuação do então juiz Sérgio Moro e do procurador Deltan Dallagnol.

Tomei a decisão de que meu lugar era aqui. Tenho tanta obsessão de desmascarar o Moro, o Dallagnol e sua turma que eu ficarei preso 100 anos, mas não trocarei minha dignidade pela liberdade“, destacou Lula.

A entrevista chamou a atenção de especialistas pela capacidade de análise do ex-presidente que lamentou o que considera “avacalhação” do país com os mais pobres sofrendo injustiças.

Leia também:
Lula é reconhecido como preso político pela Associação Americana de Juristas
Jornalistas admitem que tema ‘Lula’ é proibido na Globo
Jornal Nacional entra para a história ao ignorar entrevista de Lula

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários