Redação Pragmatismo
Eleições 2018 18/Oct/2018 às 19:30 COMENTÁRIOS

Steve Bannon, que elegeu Trump, manipula eleições no Brasil

Driblando a Democracia: documentário revela o método de trabalho do assessor de Donald Trump e que também foi contratado por Jair Bolsonaro

Steve Bannon elegeu Trump manipula eleições bolsonaro direita

RBA

Steve Bannon, antigo estrategista chefe da campanha do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está envolvido na campanha do candidato da extrema-direita no segundo turno das eleições 2018 no Brasil, Jair Bolsonaro (PSL).

O fato foi levantado pelo seu adversário, Fernando Haddad (PT), e ganhou destaque no periódico inglês The Guardian. Para o petista, o fato estaria ligado com a avalanche de fake news contra ele.

Saiba mais: As 10 notícias falsas mais populares da eleição são a favor de Bolsonaro</strong

Você sabe mesmo quem é Bolsonaro?”, provoca um vídeo da campanha de Haddad. “Sabe quem está ao seu lado? Steve Bannon. Ele é acusado de sabotar regimes democráticos pelo mundo. Ele utiliza notícias falsas, fake news, para espalhar medo e violência e vencer eleições. Bannon é especialista em espalhar terror pelo mundo. O que Bolsonaro faz há 30 anos no Brasil”, completa.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Ditadura nunca mais. Tortura nunca mais. Deslize para o lado para ver o vídeo completo.

Uma publicação compartilhada por Fernando Haddad (@fernandohaddadoficial) em

A ideia é comprovada por uma postagem do filho de Bolsonaro, Eduardo. Em agosto, ele divulgou uma foto sua com Bannon em um encontro que aconteceu em Nova York.

Tivemos uma excelente conversa e compartilhamos da mesma visão de mundo. Sr. Bannon afirmou ser um entusiasta da campanha de Bolsonaro e certamente estamos em contato para somar forças, principalmente contra o marxismo cultural (sic)”, afirmou.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

(POR??) Tive a prazer de conhecer hoje em Nova York Steve Bannon @steve_bannon , estrategista da campanha presidencial de Donald Trump 2016 @realdonaldtrump . Ocasião em que tivemos uma excelente conversa e compartilhamos da mesma visão de mundo. Sr. Bannon afirmou ser um entusiasta da campanha de Jair Bolsonaro e certamente estamos em contato para somar forças, principalmente contra o marxismo cultural. . . (ENG??) It was a pleasure to meet today in New York Steve Bannon, strategist in Donald Trump’s 2016 presidential campaign. We had a great conversation and we do share the same worldview. Mr. Bannon said he is an enthusiast of Jair Bolsonaro’s campaign and we are certainly in touch to join forces, especially against cultural marxism.

Uma publicação compartilhada por Eduardo Bolsonaro 1720 (@bolsonarosp) em

Bannon é partidário de ideais populistas de extrema-direita, e é acusado de manipular as eleições norte-americanas em 2016 através do uso excessivo das fake news, mesma estratégia que é possível notar na campanha de Bolsonaro.

O estrategista chegou a falar, em entrevista publicada pela Bloomberg News, que a ideia é criar um grupo, “The Movement” – “O Movimento”, para reunir estas forças da direita em todo o mundo nesta espécie de clube dos donos do poder. Ele cita a influência no Brasil, Argentina e vislumbra a possibilidade de ampliar para a Ásia em países como o Paquistão, que deve ter eleições em breve.

Entre os meios comandados por Bannon nos Estados Unidos está o blog Breibart News, que publica uma série de fake news favoráveis à extrema-direita, e chegou a ser alvo de polêmicas ao atacar com mentiras a candidata democrata nas eleições norte-americanas de 2016, Hillary Clinton.

As polêmicas também passam por apoio a movimentos supremacistas brancos, o que casa com o apoio da Klu Klux Klan a Bolsonaro, divulgado nesta semana. Misoginia e homofobia também estão no cardápio de Bannon, bem como no de Bolsonaro.

Leia também:
The Guardian expõe as relações de Steve Bannon com Jair Bolsonaro
Sua tia não é fascista, ela está sendo manipulada
Bolsonaro é mais perigoso para o Brasil que Trump para os EUA, explica especialista
O escândalo que fez o Facebook perder R$ 115 bilhões em um dia
Jornal dos EUA faz comparação entre Jair Bolsonaro e Donald Trump
Ídolo da extrema-direita nos EUA faz polêmica declaração sobre pedofilia
Site da Austrália elege Bolsonaro como o político mais abominável do mundo

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários