Redação Pragmatismo
Eleições 2018 03/Oct/2018 às 16:59 COMENTÁRIOS

Cachorro é morto a tiros durante ato pró-Bolsonaro na Bahia

Polícia investiga morte de cachorro a tiros em carreata pró-Bolsonaro na Bahia. Homem desceu do veículo, durante a manifestação, e atirou três vezes contra o animal

mata cachorro ato pró-bolsonaro

Um episódio inusitado aconteceu durante uma carreata em defesa do candidato Jair Bolsonaro (PSL) no último domingo, 30, na cidade de Muniz, na Bahia.

Um cachorro morreu após ser alvejado por arma de fogo por um eleitor que participava do ato. As informações são da Polícia Civil e da mídia local.

Testemunhas contam que o autor dos disparos, que não teve a identidade revelada, desceu de um veículo, durante a carreata, e atirou três vezes contra o cachorro, que era “pitbull misturado”.

“O cachorro era muito dócil e não avançou contra ninguém, mas estão alegando isso”, explica a responsável pelo animal, que pede justiça para o ocorrido.

A dona do cachorro disse que o atirador se apresentou como policial na delegacia da cidade vizinha, Nazaré das Farinhas.

“Se ele não pagar pelo que fez, precisamos que ele saiba que muita gente sofreu”, desabafa.

Segundo a Polícia Civil do Estado da Bahia, o autor do crime foi identificado e ouvido, mas liberado após sugerir que agiu em legítima defesa.

Ainda de acordo com a Polícia, o homem disse, em depoimento, que se sentiu ameaçado. Outros depoimentos estão sendo colhidos e o caso segue em investigação.

Leia também:
Há uma intervenção autoritária em marcha no Brasil hoje
Empresário que espancou a esposa é mais um “cidadão de bem”
Bolsonaro: o subversivo sem subversão
O fascismo é um mecanismo de contágio
Cabo eleitoral de Bolsonaro é preso por integrar quadrilha de agiotas
Policiais presos no RJ participaram de campanha do filho de Bolsonaro
As eleições de 2018 e a emergência da luta antifascista no Brasil
Empresário flagrado com menina de 13 anos é mais um “cidadão de bem”
Assassino de Tatiane Spitzner é mais um “cidadão de bem”
O ‘Doutor Bumbum’ é o retrato do “cidadão de bem”
A extrema-direita pró-Bolsonaro tem limites?
Brasil vive fenômeno político sem precedentes
Como diferenciar a direita da esquerda?
Quem quer ser um cidadão de bem?
Membro da Swat acaba com clichê preferido do “cidadão de bem”
Filho de Bolsonaro pede que suas fotos ao lado de Coronel pedófilo não sejam divulgadas

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários