Redação Pragmatismo
Juristas 09/Jul/2018 às 08:45 COMENTÁRIOS

Procuradora que insinuou pagamento de propina no STF vai ser investigada

Procuradora replica receita de bolo após saber que será investigada por insinuar pagamento de propina no STF. Militante nas redes sociais, Monique Checker não aceita decisões do tribunal favoráveis a políticos de esquerda

Monique Cheker Procuradora que insinuou pagamento de propina no STF vai ser investigada

Kiko Nogueira, DCM

A procuradora Monique Cheker, do MPF do Rio, replicou a postagem de seu colega de Goiás Hélio Telho (que se define como “Esmeraldino, geek, cidadão crítico”) com a receita de um bolo.

É um protesto contra o procedimento aberto contra ela pela Corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público, CNMP, por causa de uma declaração nas redes sociais.

Não há limite. Vamos pensar: os caras são vitalícios, nunca serão responsabilizados via STF ou via Congresso e ganharão todos os meses o mesmo subsídio. Sem contar o que ganham por fora com os companheiros que beneficiam. Para quê ter vergonha na cara”, declarou ela no Twitter.

Pilhada, se defendeu alegando que não fez “menção a ministros do STF”.

No despacho instaurando a investigação, o corregedor Orlando Rochadel relata que Gilmar Mendes cobrou providências em nome dele e de Toffoli.

A Associação Nacional dos Procuradores da República vai recorrer ao plenário do CNMP contra a recomendação para limitar a manifestação de membros do MPF nas redes.

As receitas viraram símbolo de resistência nos anos 70.

Eram publicadas, juntamente com versos de Camões, para preencher os espaços censurados durante a ditadura.

Estadão e Jornal da Tarde imortalizaram o uso desse recurso — que agora volta banalizado por pessoas que estariam do lado dos censores.

Como a história se repete como farsa, os principais apoiadores de Monique são bolsonaristas e adeptos da intervenção militar.

Monique Cheker Procuradora que insinuou pagamento de propina no STF vai ser investigada
Monique Cheker Procuradora que insinuou pagamento de propina no STF vai ser investigada
Monique Cheker Procuradora que insinuou pagamento de propina no STF vai ser investigada

Leia também:
Comentário do ministro Admar Gonzaga é a prova de que a nossa Justiça é um circo
Filho de Bolsonaro é coautor de projeto que dá salário vitalício a vereadores
Juíza envolvida com traficante é ‘condenada’ a receber aposentadoria compulsória
Ilha da fantasia: os privilégios de magistrados e de membros do MP
Salário de juiz no Brasil é um dos mais altos do planeta
Um juiz brasileiro pode mandar prender alguém com base na receita de ovo frito?
As mordomias, os privilégios e o paternalismo de um Judiciário arrogante
Quanto ganha um Juiz no Brasil?

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários