Redação Pragmatismo
Homofobia 07/Dec/2016 às 12:30 COMENTÁRIOS

Jovem faz experimento com placa "Sou gay, você me abraça ou me mata?"

Jovem foi para a rua com uma placa ‘Sou gay, você me abraça ou me mata?’. Confira o que aconteceu

jovem experimento gay abraça mata uberlândia
Experimento de Matheus, no centro de Uberlândia (reprodução)

No espaço de um mês, três jovens homossexuais foram assassinados em Uberlândia, Minas Gerais. De acordo com informações preliminares da Polícia Civil, a motivação homofóbica é uma das linhas de investigação. Na última sexta-feira, um suspeito se entregou às autoridades e confessou o assassinato de duas das três vítimas.

Paralelamente, um jovem morador da cidade decidiu fazer um experimento para conscientizar e testar a reação da população local. Com os olhos vendados e uma câmera posicionada à sua frente, o estudante de Ciências Sociais Matheus Amaral, de 26 anos, passou uma tarde na Praça Tubal Vilela, no Centro de Uberlândia, com os braços abertos e um cartaz ao lado, onde se lia: “Sou gay, você me abraça ou me mata?“.

Os crimes me motivaram a fazer o vídeo, ficamos todos assustados com as mortes, com receio de usar aplicativos de paquera, de sair na rua! — conta Matheus, que trabalha como gerente de uma boate na cidade e, apesar de não ser amigo das vítimas, conhece frequentadores da casa que eram.

O resultado do experimento, publicado em seu perfil pessoal no Facebook, vem fazendo sucesso na rede: em quatro dias, já são mais de 7,5 milhões de visualizações, mais de 111 mil curtidas e quase 125 mil compartilhamentos.
Não esperava essa repercussão toda. Eu fiquei muito surpreso. Porque a intenção do vídeo era a interação na praça, com as pessoas na rua em um dia comum — pondera Matheus.

O estudante afirma ter recebido diversas mensagens de pessoas que exibiram o vídeo para os próprios pais, na tentativa de melhorar as relações dentro de casa.

Mudar um pensamento preconceituoso é muito difícil, mas creio que, de pouco em pouco, daqui a uns anos isso melhora. Espero! — finaliza Matheus.

Leia também:
O vídeo que serve de lição para os pais que acreditam em ‘cura gay’
Menino de 13 anos vítima de bullying homofóbico comete suicídio
Jovem é espancado em praça pública por ser gay
Sozinho, criança tenta impedir marcha contra gays no México
Menino morre em sala de aula durante sessão de bullying homofóbico
Professor dá resposta perfeita a alunos que perguntaram se ele é gay

Pedro Willmersdorf, Extra

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários