Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 09/Mar/2019 às 13:47 COMENTÁRIOS
Mulheres violadas

Damares diz que governo ensinará meninos a abrir porta para mulheres

Publicado em 09 Mar, 2019 às 13h47

Neste 8 de março, Dia Internacional da Mulher, Damares Alves diz que governo ensinará meninos a dar flores e abrir porta para mulheres. A ministra ainda criticou "ideologias que defendem a igualdade de gênero"

Damares governo ensinará meninos abrir porta mulheres dia da mulher
Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (Imagem: Marcelo Camargo | ABr)

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, disse que o governo federal irá ensinar meninos a dar flores e abrir a porta do carro a mulheres. A declarou ocorreu em evento oficial na manhã desta sexta-feira (8) data marcada pelo Dia Internacional da Mulher.

Na ocasião, a ministra ainda fez críticas a “ideologias” que defendem a igualdade entre gêneros, pois isso incentivaria a violência contra a mulher. “Os meninos vão ter que entender que as meninas são iguais em direitos e oportunidades, mas são diferentes por serem mulheres. E precisam ser amadas e respeitadas como mulheres. Enquanto os nossos meninos acharem que menino é igual a menina – como se pregou no passado, algumas ideologias – já que é igual, ela aguenta apanhar“, disse a ministra em vídeo divulgado pelo portal G1.

Saiba mais: Por que não quero flores no Dia da Mulher

Damares ainda deu exemplos do que o governo federal pretende ensinar nas escolas. “Nós vamos dizer para eles que elas são iguais em oportunidades e direitos, mas diferentes fisicamente e precisam ser amadas. Nós vamos ensinar os nossos meninos nas escolas a levar flores para as meninas, por que não? A abrir a porta do carro para a mulher, por que não? A se reverenciar para a mulher, por que não?”, disse.

Não vamos estar, dessa forma, colocando a mulher em situação de fragilidade, não, mas vamos elevar a mulher para um patamar de um ser especial, pleno, um ser extraordinário, e isso que a gente quer fazer lá na escola.”

As declarações ocorreram durante o lançamento da campanha “Salve uma mulher”, voltada a ações de conscientização de profissionais do ramo de beleza. Segundo o governo federal, o objetivo é ensinar maquiadores, cabeleireiros e outros trabalhadores do setor a identificar marcas de violência doméstica em clientes.

Leia também:
Em nova polêmica, Damares Alves aconselha pais de meninas a fugirem do Brasil
Vídeo de Damares chorando e com as mãos sujas de sangue viraliza nas redes
Marcos Pontes rebate Damares: “Não se deve misturar ciência com religião”

Agência Estado

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Roberto Pedroso Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Poderíamos ensinar igualdade,tolerância, senso de respeito,empatia e solidariedade entre os gêneros,ensinando as crianças a não discriminar meninas e colegas que apresentem desde cedo características diferentes das hétero-normativas,mas para os falsos moralistas é mais importante reafirmar certos papeis sociais em atos/ações simbólicas, ensinar os meninos a serem ''cavalheiros''enquanto as reais discussões e implicações que fazem do Brasil o quinto pais onde mais se mata mulheres no mundo devem ser questões a serem solenemente ignoradas(afinal sabemos que o desrespeito institucionalizado contra as mulheres é um traço cultural machista que deve ser tratado abordado e desconstruído já dentro das escolas,em uma pedagogia inclusiva,cidadã que estimule a empatia/respeito/solidariedade e a boa convivência entre todos)mas este tipo de questão segundo os membros deste governo não devem ser debatidas (contrariando o que é aplicado no resto do mundo civilizado)questões acerca do enfrentamento da cultura machista sexista que trata as mulheres como objeto são temas/discussões que este atual governo deliberadamente está disposto a ignorar ou a passar ao largo.Mais uma vez ''parabéns'' aos envolvidos por esta crise civilizatória na qual estamos afundados cada vez mais dentro de um contexto no qual as autoridades publicas estão mais preocupadas com as aparências. .

  2. wado filho Postado em 06/Jul/2019 às 00:37

    Essa bruaca velha faça algo útil -inútil