Redação Pragmatismo
Tragédia 13/Mar/2019 às 20:44 COMENTÁRIOS
Tragédia

Atiradores de Suzano viram heróis em fórum brasileiro de extremistas

Publicado em 13 Mar, 2019 às 20h44

Fóruns disseminadores de ódio no Brasil celebram massacre na escola em Suzano e alçam atiradores ao posto de heróis. No entanto, alguns membros lamentaram o fato de os jovens não conseguirem ultrapassar o número de mortos do massacre de Realengo

dogolachan suzano

Os atiradores Luiz Henrique de Castro, de 25 anos e Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos ganharam status de heróis nos fóruns brasileiros disseminadores de ódio. Os chamados ‘Chans’.

Nesta quarta-feira (13), os dois mataram 7 pessoas na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP). Um comerciante que trabalhava perto do local e era tio de um dos atiradores também foi assassinado. Luiz e Guilherme eram ex-alunos da escola.

Reportagem do portal R7 informou que Luiz Henrique e Guilherme integravam o Dogolachan, fórum que só é acessível na darknet. A matéria revela que os jovens recorreram ao fórum para pedir dicas de como executar o atentado na escola.

No dia 7 de março, um dos atiradores teria publicado um agradecimento ao administrador do fórum, conhecido como DPR. “Muito obrigado pelos conselhos e orientações, DPR. Esperamos do fundo dos nossos corações não cometer esse ato em vão”, diz trecho da mensagem.

Luiz Henrique era conhecido no fórum como “luhkrcher666” e Guilherme como “1guY-55chaN”. Todas as conversas entre os atiradores foram deletadas previamente ao atentado.

O fórum 55chan também celebrou o massacre em Suzano (SP). Assim como o Dogolachan, o espaço costuma criar conteúdo de ódio contra mulheres, negros, pobres e homossexuais.

Alguns membros dos chans chegaram a lamentar o fato de Luiz Henrique e Guilherme não terem conseguido assassinar mais pessoas que o autor do Massacre de Realengo, em 2011. Na época, Wellington Menezes de Oliveira matou 12 crianças e depois cometeu suicídio.

Operação da Polícia Federal

Em maio de 2018, a Operação Bravata da Polícia Federal tentou desmantelar o Dogolachan. Na ocasião, os policiais prenderam Marcelo Valle Silveira Mello, apontado como fundador do Chan (relembre aqui).

Em dezembro de 2018, Marcelo foi condenado a 41 anos de prisão. O analista de sistemas pregava há vários anos a morte de mulheres, negros, gays e comunistas. Além disso, o extremista defendia abertamente a pedofilia e chegou a gerenciar páginas que traziam manuais sobre como “aplicar estupros corretivos em lésbicas” e violentar menores de idade.

Na ocasião, a professora universitária e militante feminista Lola Aranovich, uma das principais vítimas de Marcelo, comemorou a decisão: “Vitória e grande alívio! Marcelo Valle Silveira Mello, líder de quadrilha neonazista e misógina que me atacou durante 7 anos, foi condenado a 41 anos de prisão! Estou muito feliz”.

A prisão de Marcelo só foi possível porque Lola Aranovich passou quase uma década denunciando todas as ações de ódio e ameaças cometidas pelos membros dos fóruns contra ela.

Foi do Dogolachan que partiram algumas das ameaças de morte que motivaram o ex-deputado Jean Wyllys (PSOL) a desistir do mandato de parlamentar e sair do Brasil. Membros do Chan são denunciados no Pragmatismo Político desde 2012.

Saiba mais sobre o Dogolachan aqui

1 ano e meio

Um policial que investiga o atentado afirmou no início da noite desta quarta-feira que o atentado contra a escola em Suzano foi planejado durante 1 ano e meio. Segundo o policial, os atiradores conversaram sobre o ataque por meio de mensagens de texto. O teor das conversas não foi informado.

Uma das linhas de investigação da Polícia Civil é a de que o tio de Guilherme tenha descoberto o plano da dupla e, por isso, os criminosos teriam feito uma “queima de arquivo”.

O carro usado pela dupla, um Onyx branco, foi alugado por Luiz Henrique, segundo nota da Localiza, em 21 de fevereiro, com devolução para o dia 15 deste mês. A polícia apreendeu dois cadernos escolares encontrados no carro, nos quais há desenhos. O material será analisado por investigadores.

LEITURA COMPLEMENTAR: Blogueira de esquerda se solidariza com Joice Hasselmann

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Vinis Postado em 06/Jul/2019 às 00:37

    Antro do pior tipo de gente que há nesse país, provavelmente deve ter membros do governo Bolsonaro num desses "chans"

  2. C.Poivre Postado em 06/Jul/2019 às 00:37

    Fóruns de bolsomínions, melhor dizendo.

  3. Paulo Roberto Galliac Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Eu achei que fosse só eu, mas Facebook hoje está bem zoado ou propositalmente zoado. Vou ter que relembra HTML no código fonte, para autodefesa.

  4. chichano goncalvez Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Tania Rebello, isso mesmo, aconteceu comigo, pois não estou conseguindo acessar o face book.

  5. Tânia Rebello Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Facebook está sabotando o compartilhamento das noticias https://uploads.disquscdn.com/images/3ec441457c80ccb48c704b03c860397f720556e2593f7b354eb19b465a8558e4.png

    • AlencarMano Postado em 06/Jul/2019 às 00:37

      Ou porque os sites Whatsapp, Instagram e Facebook estão sob investigação vai se informar