Redação Pragmatismo
Eleições 2018 05/Oct/2018 às 15:58 COMENTÁRIOS

Bolsonaro divulga foto que debocha de sua ausência no debate da Globo

Em tom de deboche, Jair Bolsonaro publica foto assistindo programa de comédia na hora do debate da Rede Globo entre os candidatos à Presidência da República

Bolsonaro foto ausência no debate da Globo eleições

Revista Fórum

Em tom de deboche, Jair Bolsonaro, presidenciável do PSL, publicou uma foto em sua conta no instagram assistindo a um programa humorístico durante o debate entre os demais candidatos à Presidência da República, promovido pela Rede Globo, na noite desta quinta-feira (4).

Dando uma conferida no show ao vivo do apresentador e comediante @danilogentili . Kkkkkk”, publicou o militar da reforma.

Bolsonaro alegou que não iria ao último debate entre os candidatos à Presidência por “recomendações médicas”. Porém, gravou uma entrevista que foi reproduzida pelo Jornal da Record durante o evento da Globo. Edir Macedo, bispo da Igreja Universal e dono da TV Recordo, anunciou apoio à candidatura do militar da reserva nesta semana.

No debate da Globo, os candidatos criticaram a ausência de Bolsonaro.

Saiba mais:
Adversários não souberam explorar ausência de Bolsonaro no debate da Globo
Na Record, Bolsonaro se vende como o “pacificador que irá unir o Brasil”
Por que Bolsonaro tem medo da eleição no 2º turno?
Jair Bolsonaro é bancado pelo que há de pior na sociedade
Haddad, Ciro e Alckmin vão ao TSE para barrar entrevista de Bolsonaro na Record

O candidato que lidera as pesquisas que tem um vice que diz que vai acabar com o 13º e o adicional de férias e seu economista, a quem ele diz que vai consultar porque não entende nada de economia, disse que vai aumentar o imposto dos mais pobres não está aqui para debater”, disse Ciro Gomes (PDT).

Henrique Meirelles (MDB) afirmou que “o eleitor merece respeito”. “Se alguém foge do debate, se esconde e só vai dar entrevista em situação de absoluto controle, significa que essa pessoa não tem condições de administrar o país”, disse.

Guilherme Boulos (PSol) criticou a ausência do candidato e fez uma defesa enfática da democracia. “Muita gente morreu, muita gente foi torturada. Tem mãe que não conseguiu enterrar o filho até hoje. Faz 30 anos mas acho que nunca estivemos tão perto. Se estamos hoje discutindo o futuro do brasil é porque gente derramou sangue para isso. Ditadura Nunca Mais”, disse.

Leia também:
Há uma intervenção autoritária em marcha no Brasil hoje
Bolsonaro, Haddad, Ciro: algumas comparações históricas
Bolsonaro: o subversivo sem subversão
O dia em que a Globo apoiou o PT contra um candidato fascista
As eleições de 2018 e a emergência da luta antifascista no Brasil
Deslumbramento

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários