Redação Pragmatismo
Eleições 2018 06/Sep/2018 às 12:03 COMENTÁRIOS

Michel Temer se irrita com o aliado Geraldo Alckmin e divulga vídeo

Michel Temer desconstrói Geraldo Alckmin: "somos iguais; toma que este governo também é seu". Atual presidente chama campanha eleitoral do tucano de falsa e lembra que PSDB apoiou o golpe e todas as medidas do governo

Michel Temer irrita Geraldo Alckmin evídeo

RBA

O presidente Michel Temer divulgou nesta quarta-feira (5) em rede social um vídeo contundente com objetivo de desconstruir a propaganda eleitoral do candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin. Diante do esforço do tucano de sair do limbo das pesquisas, com críticas aos problemas decorrentes do golpe que o levou ao poder, com protagonismo do PSDB, Temer partiu para o ataque.

Geraldo Alckmin, candidato a presidente da República, me dirijo a você, pelas falsidades que você tem colocado no seu programa eleitoral e eu não posso silenciar em homenagem ao povo brasileiro“, dispara.

Nas redes sociais, o gesto foi interpretado com motivações diversas: Temer estaria tentando dar um impulso a “seu” candidato oficial, Henrique Meirelles, também empacado nas pesquisas? Estaria xingando Alckmin com o objetivo real de favorecê-lo? (Afinal, ser criticado por um presidente com aprovação de 3% pode virar um elogio.) Ou Temer e as forças “ocultas” associadas a ele no golpe estariam, diante da total ausência de um nome habilitado a derrotar a esquerda na eleição, dando uma guinada em direção à campanha de Jair Bolsonaro (PSL)?

De Temer a Alckmin: “Você diz que a educação foi um desastre. Então você sabe quem foi meu ministro da Educação: o Mendonça Filho, que é do DEM, um partido que apoia a sua candidatura? Segundo ponto, você fala mal da saúde com se fosse um desastre… no nosso governo está com o PP (Ricardo Barros), um partido que apoia a sua candidatura, teve três ministérios e continua com três ministérios“.

O presidente não para: “Você critica indevidamente a área de indústria e comércio e sabe quem foi o ministro? O Marcos Pereira, candidato a deputado federal do PRB, que apoia sua candidatura. Estava no meu governo, continua no meu governo e agora é base de apoia da sua candidatura“.

Desemprego? “Se você fala de desemprego você sabe quem conduziu o Ministério de Trabalho e outros órgãos conexos? Foi exata e precisamente o PTB, que apoia sua candidatura e está na base do meu governo. E se você vier a ganhar a eleição, essa base será sua base governamental.”

E conclui o recado a Alckmin, como quem diz “toma que o filho (este governo) é seu“: “Eu me lembro, Geraldo, quando você, candidato a governador, candidato a presidente, nas vezes que eu te apoiei, acho que você era diferente. Não atenda o que dizem seus marqueteiros, atenda apenas a verdade“.

Leia também:
Adversário ideal para Lula/Haddad no 2º turno é Geraldo Alckmin
Acordo do “centrão” com Alckmin pode assegurar candidato do PT no 2º turno
“Se provas contra Temer e Aécio não forem suficientes, me mudo pra Marte”
Carta aberta ao amigo que não tem corrupto de estimação
“Viva Moro! Um dia vai prender Aécio, Alckmin e Temer”, ironiza apresentadora
Alckmin recua após dizer que PT mereceu os tiros
Quem é Alexandre de Moraes, o escolhido de Temer para o STF
A pergunta que o PSDB precisa responder
Michel Temer e o retorno da ideia retrógrada dos superministérios

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários