Redação Pragmatismo
Lula 06/Apr/2018 às 14:41 COMENTÁRIOS

"Viva Moro! Um dia vai prender Aécio, Alckmin e Temer", ironiza apresentadora

Apresentadora ironiza Sergio Moro e diz 'ter certeza' de que o juiz prenderá Aécio Neves, Geraldo Alckmin e Michel Temer assim que os três perderem o foro privilegiado

Monica Iozzi Sergio Moro
A atriz e apresentadora Monica Iozzi

A história da Operação Lava Jato confunde-se com a perseguição de Sergio Moro ao ex-presidente Lula e essa impressão já está enraizada no imaginário popular brasileiro.

Diversos especialistas em direito processual penal já apontaram que Lula foi condenado por Moro sem que tivesse sido apresentada uma única prova concreta no processo, o que comprovaria a parcialidade do magistrado.

Até no que o próprio Moro imaginava ser sua ‘ofensiva final’ contra o ex-presidente, a atitude foi considerada precipitada e ilegal (veja aqui).

Tomada por esse sentimento, a atriz e apresentadora Monica Iozzi decidiu ironizar a ordem de prisão contra o ex-presidente decretada por Sergio Moro nesta quinta-feira (5).

“Viva Moro! Tenho certeza que, assim que Temer, Aécio e Alckmim perderem o foro privilegiado, ele prende os três!”, ironizou Iozzi em um post com uma foto em que Sergio Moro aparece conversando e rindo com Aécio Neves.

“Ah! E o Serra também! O ex-presidente da Odebrecht disse pra Lava-Jato que deu 52 milhões de reais pro José Serra. Certeza que o Moro vai mandar prender o Serra também. O Lula foi só o primeiro. Olha só o estardalhaço que fizeram pra prender o Lula! De boa… Imagina 52 milhões do Serra na Suíça, velho!!! Agora o Moro vai pegar todo mundo, vocês vão ver… Ufa! Tô indo dormir tranquila, esse cara + o STF vão acabar com a corrupção no Brasil. Honestos, imparciais, nossos heróis! Juro que até o ano que vem tá todo mundo na cadeia. Afinal de contas, primeiro a gente tirava a Dilma, né? Agora vai”, finalizou.

Resistir ou se entregar?

Neste momento, Lula permanece no prédio do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde dormiu, e há enorme expectativa sobre a atitude que tomará.

O ex-presidente já anunciou que não vai se apresentar na sede da Polícia Federal de Curitiba (veja aqui).

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários