Redação Pragmatismo
Cinema 13/Aug/2018 às 21:59 COMENTÁRIOS

Série da Netflix que foi alvo de protestos tem pior avaliação da história

Série da Netflix que foi alvo de vários protestos e de petição com exigência de cancelamento amarga a pior avaliação da história da plataforma

série netflix insatiable

A série Insatiable, da Netflix, estreou na plataforma com a pior avaliação da história. O seriado narra a história de Patty, uma garota gorda que sofre bullying no colégio justamente por conta deste fator.

Um dia, ela leva um soco e tem sua mandíbula quebrada, o que faz com que ela seja obrigada a seguir uma dieta a base de líquidos e, três meses depois, ao retornar para o colégio, ela está magra e procura vingança.

Com um roteiro que reforça estereótipos e transforma a jornada de diversas pessoas em uma mera piada, a série tenta retratar uma série de tabus de forma superficial e distante do universo adolescente.

Diante de um enredo que incentiva a “gordofobia”, o material obteve apenas 6% de aprovação da crítica no Rotten Tomatoes e com 24 de 100 de avaliação, segundo o Metric. No último mês, uma petição que pedia o cancelamento da estreia da série foi assinada por milhares de pessoas.

Críticas

Logo quando o primeiro trailer foi divulgado, no dia 12 de julho, a série sofreu críticas de internautas que a acusavam de praticar fat-shaming — em outras palavras, a humilhação de alguém devido ao seu peso.

Na época, Ryan, que interpreta a protagonista, saiu em defesa da série, dizendo que ela abordava o controle do corpo pela sociedade por meio da sátira, e pediu aos fãs que esperassem o lançamento acontecer.

Na última semana, os reviews sobre a série começaram a se espalhar pela internet, em sua maioria negativos. Segundo o site Business Insider, a sátira e a crítica aos padrões de beleza se perdem em meio a conteúdos e personagens ofensivos. Já o The Daily Beast diz que “Insatiable” é um exemplo de que boas intenções podem trazer resultados ruins.

Em entrevista ao Buzzfeed News, a criadora da série, Lauren Gussis, afirma que o objetivo da produção era justamente desafiar o politicamente correto e deixar os espectadores desconfortáveis com a abordagem.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários