Redação Pragmatismo
Cinema 26/Jul/2018 às 19:55 COMENTÁRIOS

Milhares de pessoas pedem cancelamento de série da Netflix

Mais de 100 mil pessoas já assinaram petição exigindo que a Netflix cancele lançamento de série. Drama é acusado de "fat-shaming". Entenda a polêmica

série insatiable petição netflix
Imagem da série Insatiable/Reprodução

Mais de 100 mil pessoas assinaram uma petição online que pede que uma nova série da Netflix, “Insatiable” (o nome original em inglês foi mantido para o público brasileiro) não estreie.

Desde que seu primeiro trailer foi lançado, em 12 de julho, o drama adolescente foi acusado de “fat-shaming” – em tradução livre, algo como “humilhação por conta do peso”.

A série traz a atriz Debby Ryan no papel de uma adolescente alvo de implicância e bullying de outros alunos por conta de seu peso. Ela resolve, então, se vingar depois de emagrecer.

A atriz usou enchimentos para gravar cenas do período anterior à perda de peso da personagem, durante as férias escolares.

Patty é agredida com um soco e quebra o maxilar por conta dos ferimentos. No trailer, ela diz: “Isso me fez perder mais que minhas férias de verão”.

“Por muito tempo, as narrativas falaram às mulheres e jovens garotas impressionáveis que, para ser popular, ter amigos, para se tornar desejada pelo olhar masculino e, em alguma medida, para ser um ser humano de valor, é preciso ser magra”, diz Florence, autora da petição online.

“Ainda temos tempo para impedir que esta série seja lançada e cause a devastação de insegurança nas mentes de jovens meninas que irão pensar que, para serem felizes e valiosas, precisam perder peso.”

“Esta série vai causar distúrbios alimentares e perpetuar a objetificação dos corpos femininos.”

A petição está pedindo que a Netflix cancele a série, em vez de lançá-la em 10 de agosto, como planejado.

Ryan, que interpreta a personagem, defendeu Insatiable nas redes sociais, dizendo que “se preocupa profundamente” com o modo como os corpos femininos são “humilhados e policiados na sociedade”.

“Nos últimos dias, vi quantas vozes são protetoras e potentes sobre os temas que aparecem na história”, escreveu a atriz no Twitter.

“Fui atraída pela proposta dessa série sobre o quão difícil e assustador pode ser existir em um mundo com o seu corpo, seja porque você está sendo elogiada ou criticada por seu tamanho. E também sobre como é rezar para ser ignorada porque isso é mais fácil do que ser vista.”

“Espero que os fãs esperam e assistam a série antes de julgar”, acrescentou.

A Netflix descreve a série como uma “comédia de vingança” em que Patty passa de vítima de bullying a uma candidata a se tornar “a rainha do país” em um concurso.

Insatiable tem enfrentado críticas nas redes sociais desde a estreia do trailer – entre os críticos, está a atriz e ativista pela quebra de padrões estéticos Jameela Jamil.

Outras pessoas, porém, têm defendido o uso da comédia para lidar com questões como bullying e a pressão pela magreza.

BBC News

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Daniel Basani Postado em 06/Jul/2019 às 13:25

    Nossa q importante. Deixa eu fazer um cafe aqui. Vsf

  2. Sloth Gamer Postado em 06/Jul/2019 às 13:25

    Alguma coisa sempre vai ofender alguém, independente do tema: violência, homossexualidade, sobrepeso, drogas, etc O problema é que, na arte, o que me ofende pode não te ofender. Aí é complicadíssimo traçar a linha do que pode e não pode. Afinal, quem tá certo: alguém que acha errado violência exagerada na TV e não liga pra série que zoa com sobrepeso, ou quem se ofende com a do sobrepeso, mas não com a violência? E se for banir tudo, lascou.

  3. Brazilian John Postado em 06/Jul/2019 às 13:25

    Putz... O mais incrível é que deve ser muito baixa a quantidade de gordos que assinaram essa petição. As pessoas estão se preocupando com problemas que não são seus. Deixa o negócio ser exibido e para de chatice, caraco!

  4. Matheus Aquino Postado em 06/Jul/2019 às 13:25

    Frescura... Assisti desde pequenos filmes com essa temática, do moleque que vira popular depois de mudar seu corpo, e advinha no final ele sempre aprende uma lição que gira em torno " por querer ser outra pessoa me tornei aquilo que eu mais odiava, perdi amigos de verdade é agora eu sou um merda" e depois o cara vai lá faz o certo é reconquista sua identidade.

  5. Esquilo Fumano #contenteTv Postado em 06/Jul/2019 às 13:25

    Qual o problema desse povo MDS, não gosta de piada com gordo é só emagrecer caralho pqp

  6. Яod Postado em 06/Jul/2019 às 13:25

    Além de não saber nada de política esse site não sabe contar.

  7. Alan Parker Postado em 06/Jul/2019 às 13:25

    Por 100 mil pessoas. Eu no lugar da Netflix mandava um e-mail estou cancelando a sua conta e vá lavar uma louça .. não se pode criar ou fazer mais nada que fans já acham que mandam em algo acham que são donos de artistas ou de producoes como se tudo fosse feito apenas para eles . Netflix tem que seguir a linha que ela escolheu e assiste quem quer

  8. Hilker Machado Postado em 06/Jul/2019 às 13:42

    Assisti ,série ótima ,muito engraçada,eu sou careca ,não vão poder fz prq os carecas serão ofendido,de negros prq,e racismo,de brancos prq está discriminando negros,de gays prq está sendo homofóbico,de héteros prq estão machistas,de mulheres prq estão sendo feministas,ah deixem serem chatos.