Redação Pragmatismo
Racismo não 24/Aug/2018 às 16:04 COMENTÁRIOS

Nova campanha da Nike é acusada de racismo e apologia à violência

Nike retira campanha do ar após ser acusada de reforçar rótulos racistas. Comercial era exibido em Londres

campanha da Nike racismo apologia à violência londres

Há muito tempo Londres enfrenta problemas com a violência das gangues. Mas, mesmo em um cenário problemático, muitos estereótipos continuam a ser conservados a respeito dos integrantes destes grupos. Tanto que a Nike britânica retirou um de seus produtos de circulação ao ser acusada de reforçar rótulos racistas.

O produto em questão era uma touca para aquecer toda a cabeça do atleta, porém ela se assemelhava a uma balaclava, gorro de lã em forma de elmo. Não só isso, a propaganda da peça foi feita em um modelo negro, que também utilizava algo parecido com um cinto militar.

Revoltados, os internautas reagiram rápido, uma vez que a cidade em questão também possui um extenso histórico de violência relacionado a gangues. Um porta voz, em comunicado, afirmou que a touca fazia parte da coleção Nike Training, baseada em modelos diferentes e que em momento nenhum apoiou essa cultura.

Veja algumas reações abaixo:
Como a propaganda se utiliza da mentira para desgastar a moralidade

Nova campanha da Nike é acusada de racismo e apologia à violência
Nova campanha da Nike é acusada de racismo e apologia à violência

Leia também:
Experimento da Heineken coloca frente a frente pessoas com visões opostas de mundo
Os melhores comerciais contra a homofobia da história
Vídeo-campanha sobre racismo do governo do Paraná viraliza nas redes sociais
O comercial que quebra todos os tabus sobre menstruação
O Boticário rebate boicote de evangélicos e conservadores com posicionamento firme
Os 10 comerciais mais preconceituosos dos últimos meses
Uma excelente propaganda anti-racismo
Publicidade com crianças em poses “adultizadas” gera revolta

Beatriz Moraes Olivetti, AdNews

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários