Redação Pragmatismo
Copa do Mundo 05/Jun/2014 às 21:53 COMENTÁRIOS
Copa do Mundo

Jovens 'escracham' escritório de Ronaldo

Publicado em 05 Jun, 2014 às 21h53

Jovens promovem 'escracho' contra declarações de Ronaldo sobre Copa e protestos. Ex-craque da seleção pediu para que a polícia 'desça o cacete' em manifestantes.

protesto escritório ronaldo copa
Protesto em frente ao escritório do ex-jogador Ronaldo (Reprodução)

Cerca de 50 jovens realizaram hoje (5) um escracho em frente ao escritório do ex-jogador Ronaldo Nazário, o Fenômeno, na zona oeste de São Paulo. A manifestação critica a postura “autoritária e antipopular” do dirigente do Comitê Organizador da Copa no Brasil, que afirmou recentemente sentir “vergonha do país” com relação aos atrasos na construção de estádios para o Mundial de futebol. Sobre os manifestos nas ruas, Ronaldo disse que a polícia tem de “descer o cacete” nos black blocs.

Com palavras de ordem “ô Ronaldo, preste atenção, povo não quer estádio, quer saúde e educação”, os manifestantes do coletivo “Juntos!” fizeram intervenções com tinta no asfalto e na calçada contra o ex-jogador e o evento da Fifa. O escracho também criticou a declaração do ex-atleta, que afirmou que a Copa não se fazia com hospitais. Para os jovens, a resposta busca criminalizar e ridicularizar a atuação de movimentos sociais que pedem investimentos do governo federal em serviços públicos e obras de infraestrutura.

Ronaldo publicou nas redes sociais um texto referente à manifestação em frente ao seu escritório:

“Levei na esportiva a baderna que alguns manifestantes do coletivo “Juntos!” fizeram hoje na porta da 9ine WPP. Porque não é possível que alguém esteja realmente levando isso a sério, é? Acho lamentável o tempo e a energia desperdiçados. Não é aqui, onde há vários funcionários trabalhando, nem de mim, que vocês devem cobrar nada. Eu não sou político, sou cidadão comum! Minha honestidade não é vulnerável, nem está à venda. E estou tão insatisfeito quanto vocês!”

com agências

COMENTÁRIOS