Redação Pragmatismo
Tragédia 15/Out/2019 às 16:16 COMENTÁRIOS
Tragédia

Vídeo mostra momento em que prédio desaba em Fortaleza

Publicado em 15 Out, 2019 às 16h16

Vídeo mostra momento em que prédio de sete andares desaba em Fortaleza. Em outro vídeo, gravado ontem, moradores revelam preocupação com situação precária das colunas de sustentação do edifício

prédio desaba em fortaleza

O desabamento de um prédio residencial em um bairro de classe média em Fortaleza (CE) foi pauta central na imprensa nacional nesta terça-feira (15).

De acordo com as últimas informações divulgadas pelo Corpo de Bombeiros, nove pessoas foram resgatadas com vida da tragédia, enquanto outras dez permanecem desaparecidas. Uma morte foi confirmada.

O ‘Edifício Andréa’, que estava a 3 quilômetros da Praia de Iracema, região turística de Fortaleza, desabou às 10h28. O prédio ficava no cruzamento na Rua Tibúrcio Cavalcante com Rua Tomás Acioli.

Bombeiros afirmaram ter recebido ligações de pessoas sob os escombros. O trabalho de resgate foi iniciado com base nas informações repassadas por familiares. Cães farejadores foram levados ao local para ajudar nas buscas por vítimas.

O Corpo de Bombeiros ampliou a área de isolamento em torno de prédio. Agentes pediram que todos fiquem em silêncio na região para ouvir as pessoas sob os escombros e facilitar o trabalho de resgate.

Uma câmera de segurança de uma rua próxima registrou o momento exato em que o Edifício Andréa desabou.

VÍDEO:

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (Crea-CE), Emanuel Maia Mota, afirmou em entrevista à BBC News Brasil que foi registrada, nesta segunda-feira (14), Anotação de Responsabilidade Técnica informando uma reforma no Edifício Andréa.

De acordo com Maia, a anotação entrou ontem nos registros do Crea-CE em nome de um engenheiro que informava que uma reforma seria executada no prédio, sem especificar em que área seria esta obra.

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU), no entanto, afirmou em nota que não encontrou nenhum registro de atividades de arquitetura cadastrado no Sistema de Informação do Conselho para o endereço do prédio.

“Caso o prédio estivesse em obras”, como relatam moradores, “deveria haver um profissional habilitado responsável, arquiteto ou engenheiro”, diz a entidade.

Um vídeo feito no condomínio nesta segunda — um dia antes da tragédia — mostra a situação precária das colunas de sustentação do edifício. Segundo testemunhas, o prédio estava em obras. Em um grupo de WhatsApp, moradores relataram preocupação com reforma realizada no local.

VÍDEO:

Outras imagens da tragédia:

Vítimas

Caio Menezes chegou ao local alguns minutos após o desabamento. Ele contou que seus avós e mais dois familiares moram no prédio. Ele tentou contato por telefone várias vezes, mas não conseguiu.

“No prédio, moram meus avós, um casal de idosos, junto com a filha deles de aproximadamente 50 anos e o filho dela também, de uns 20 anos. Quatro pessoas na casa. Já estou tentando contato com eles via WhatsApp, muitas ligações, às vezes interceptar outro celular, mas ninguém atende”, lamentou.

O entregador Antônio Gomes Marcelino estava levando água a um estabelecimento comercial da região quando o Edifício Andréa desabou. Antônio escapou por pouco, mas um colega que estava com ele permanece em baixo dos escombros. “Ele não conseguiu sair. Eu nasci de novo. Eu corri, estava na parte embaixo, no comércio de frente”, afirmou.

Por meio de nota, a Prefeitura de Fortaleza informou que montou um plano de contingência para atender as vítimas. Profissionais do Instituto Dr. José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza, maior hospital de urgência e emergência do Ceará, foram deixados de prontidão para os atendimentos, junto com equipes de outras três unidades de saúde (UPA, Frotinhas e Gonzaguinhas).

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários