Redação Pragmatismo
Justiça 04/Jul/2019 às 17:27 COMENTÁRIOS

Mensagem do Papa Francisco sobre juízes parciais causa alvoroço no Brasil

Indireta do Papa Francisco para ex-juiz Sergio Moro provoca alvoroço no Brasil. Jornalista Glenn Greenwald se diz lisonjeado com a manifestação do pontífice: "Espero que defensores de Moro ouçam e compreendam"

Papa Francisco Sergio Moro
Papa Francisco e Sergio Moro (Nelson Almeida/AFP)

Em vídeo publicado nesta quarta-feira (4) em seu perfil oficial no Twitter, o Papa Francisco ressaltou a importância dos juízes serem isentos e imparciais durante os processos sobre os quais se debruçam.

Para o pontífice, os magistrados têm papel fundamental para se combater injustiças e, para isso, devem ser “isentos de favoritismos e das pressões que possam contaminar as decisões que devem tomar”.

Na oração, o Papa diz ainda que dos juízes dependem decisões que influenciam os direitos e os bens das pessoas. “Os juízes devem seguir o exemplo de Jesus, que nunca negocia a verdade. Rezemos para que todos aqueles que administram a justiça operem com integridade e para que a injustiça que atravessa o mundo não tenha a última palavra”, completa a mensagem.

A publicação foi compartilhada nos três perfis oficiais do Papa (um em inglês, um em espanhol e um em português). Em sua conta em português, contudo, a gravação viralizou.

O termo “Papa” alcançou rapidamente os assuntos mais comentados da rede social. Com os recentes vazamentos de conversas privadas entre Sergio Moro, Deltan Dallagnol e outros membros da Lava Jato, diversos internautas interpretaram a mensagem como uma indireta a Moro.

Glenn Greenwald

Editor do The Intercept, o jornalista Glenn Greenwald mostrou-se impressionado com a mensagem. “Eu mal posso acreditar no que estou vendo. Muito bem falado e muito bem feito. Obrigado, @Pontifex_pt. Espero que os defensores do @SF_Moro que ainda restam ouçam e compreendam. É exatamente disso que trata o jornalismo que fazemos na #VazaJato”, tuitou.

O deputado federal Marcelo Freixo reproduziu a mensagem do Papa e marcou o ministro Sergio Moro. “Recado do Papa para você, Moro”, escreveu Freixo.

Há pouco mais de um mês, o Papa Francisco escreveu uma carta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em que dizia que “a verdade vencerá a mentira”. A carta foi escrita antes dos vazamentos do The Intercept. Relembre aqui.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Apocalipsis 13 Postado em 06/Jul/2019 às 19:07

    Nossa, ainda bem que você explicou pra gente isso aí! Por um momento eu achei que o Papa estava esculhambando o Sérgio Bozo, assim como o resto do planeta!!! KKKKKKKKKKKKK

  2. Eduardo Ribeiro Postado em 06/Jul/2019 às 19:07

    ""Verdevaldo acha que o Papa Francisco gravou um vídeo para apoiar sua campanha contra Sergio Moro"" Fonte: vozes da cabeça do Diogo Mainardi. Filho.....só tem analfabeto funcional no Anta-Agoniza? E você vai e segue orgulhosamente esse bando de incapazes inimputáveis? E já pensou se eles seguissem a intenção de oração de outubro de 2016, sobre o bom jornalismo? De quantos factoides ("ainn tirei do cu essa mentira, agora peço provas de joelho ainn") e de quantos "Lula preso amanhã" teriamos ficado livres? Uns mil? Ah, não....eu to confundindo.....o Anta-agoniza assumidamente não faz jornalismo, faz junto com o "Pingo nos Is" da JPan uma bela Assessoria de Imprensa do Moro e do Bozonazi....desculpa...