Redação Pragmatismo
Desenvolvimento Brasileiro 15/May/2019 às 13:00 COMENTÁRIOS

Fernando Haddad: “Acho que a Nova República terminou”

“Acho que a Nova República terminou”, disse Fernando Haddad ao falar sobre o período de redemocratização pós-1985. “Não sei se está valendo mais o pacto social”

Fernando Haddad Nova República terminou bolsonaro psdb
Fernando Haddad (Imagem: Reprodução Instagram)

Acho que a Nova República terminou”, disse Fernando Haddad (PT) nesta terça-feira (14) em São Paulo, sobre o período de redemocratização pós-1985. “Não sei se está valendo mais o pacto social”.

A declaração foi feita em debate do lançamento do livro “O Valor das Ideias”, dos economistas Marcos Lisboa e Samuel Pessôa, com o qual ele colaborou.

Candidato do PT derrotado nas eleições presidenciais de 2018, Haddad afirmou também que “torcia muito” até o último momento para que o candidato Geraldo Alckmin fosse seu rival no segundo turno.

Ele também disse torcer para o PSDBse reconstruir como nasceu, e não como ele pode vir a se tornar” e classificou o período em que o seu partido e os tucanos disputavam hegemonia como “o melhor momento da política nacional”.

O ex-ministro e ex-prefeito também disse que as atitudes do governo Bolsonaronão têm cheiro de razoabilidade” pois “não se consegue sentar e conversar de tema nenhum”.

Leia também: Jair Bolsonaro é diferente de tudo o que já se viu no Brasil

Ele disse que concordava em 80% das vezes com seu antecessor no MEC, Paulo Renato, e que quando havia discordâncias elas eram resolvidas conjuntamente com embasamento técnico: “Não me lembro de ter tomado uma decisão ideológica”.

Haddad se mostrou aberto a uma sugestão de Renato Janine Ribeiro, que mediou o debate, de que todos os ex-ministros da Educação fizessem uma manifestação conjunta de repúdio às mudanças na área, inspirados pelo grupo dos ex-ministros do Meio Ambiente.

Só não vamos chamar o [ex-ministro Ricardo] Vélez”, disse Janine, que foi ministro da Educação do governo Dilma Rousseff por alguns meses. Mas vai que ele fez uma reflexão, brincou Haddad.

Saiba mais:
O Brasil em Estado de Suspensão
O fim da Nova República, a apatia da esquerda e o fascismo do mercado
A redemocratização no Brasil foi feita da pior maneira

João Pedro Caleiro, Exame

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários