Redação Pragmatismo
Violência 05/Apr/2019 às 12:00 COMENTÁRIOS

Professor de História é agredido e preso dentro de escola

Professor de História é preso dentro da Escola Estadual em Minas. Vídeo do momento da prisão mostra policiais militares agredindo e arrastando o educador pelo chão. Com a força que ele é puxado, sua blusa chega a rasgar

Professor de História é agredido preso escola
Imagens: Captura de tela

Na última sexta-feira (29), o professor de história Gabriel Pimentel, de 29 anos, foi preso dentro da Escola Estadual Lourdes de Carvalho, no bairro Alvorada, em Uberlândia, Minas Gerais, por volta das 19h. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento da prisão do educador. Nele, é possível ver policiais militares agredindo e arrastando Gabriel pelo chão. Com a força que ele é puxado, sua blusa chega a rasgar.

De acordo com informações do boletim de ocorrência do caso, os policiais faziam uma ronda pela região quando avistaram uma pessoa “suspeita” de bicicleta perto da escola. Quando observou os PMs, a pessoa teria ido se esconder na escola. Lá, eles teriam abordado dois estudantes. O professor teria visto a ação e interferido questionando a abordagem deles. Então, ele também foi submetido a uma revista.

Ainda de acordo com as informações do boletim de ocorrência, Gabriel teria se recusado a colaborar com os policiais e tentado se desvencilhar com agressividade várias vezes da revista que teria começado com ele e com sua mochila e teria passado para o seu carro. Além disso, é dito que ele tentou fugir e que os policiais começaram uma perseguição dentro da escola. O registro policial também diz que algumas pessoas, no pátio do colégio, hostilizaram os PMs e outros pareciam querer tentar ajudar o professor a fugir.

Assista ao vídeo:

Por isso, os agentes de segurança teriam optado por usar o spray de pimenta e dispersar aqueles que estavam no local. Ao menos na gravação que circula nas redes sociais, no entanto, não foi registrado nenhum tipo de reação violenta de Gabriel ou de qualquer pessoa que estivesse perto dele. É possível ouvir apenas algumas pessoas dizendo que ele era professor no local na tentativa de fazer com que as agressões parassem.

Mesmo assim, ele foi levado para a delegacia sob a alegação de desacato, desobediência e resistência a prisão. O professor ficou preso até esta segunda-feira (1º) e responderá em liberdade. De acordo com informações passadas ao blog pela professora Jorgetânia da Silva Ferreira, que acompanhou Gabriel na delegacia, o educador tentou apenas defender os alunos de uma abordagem abusiva.

Além disso, Jorgetânia questionou a atuação da polícia dentro da instituição na última sexta. “Entrariam em uma escola de ricos e arrastariam um professor? A direção seria ouvida?”, pergunta dizendo que o todos são considerados suspeitos na periferia. “A pobreza é criminalizada”, diz Jorgetânia.

Segundo a professora, Gabriel começou a dar aulas na escola faz pouco tempo e é muito querido pelos alunos. “Estive com ele na delegacia e ele estava assustado com que poderia lhe ocorrer”, afirmou. “Ele foi para o presídio tendo dois empregos, endereço fixo e não tendo antecedentes criminais. Vamos dar um tempo para ele recuperar dessa violência e vamos pensar com ele o que fazer. O que ele precisa saber é que não está só”, disse.

Questionada pelo blog, a Polícia Militar de Minas Gerais afirmou que foram encontrados cigarros de maconha com os alunos que foram abordados pelos policiais e que foram encontradas 24 bitucas de cigarro de maconha no interior do veículo do professor.

Ainda de acordo com o comunicado encaminhado para o blog, uma porção de maconha também foi achada próximo ao console da marcha do veículo. Gabriel milita pela descriminalização da maconha e é estudioso da temática. O tema da monografia dele foi “Movimento Social Marcha da Maconha: proibicionismo e estigmas”.

Giorgia Cavicchioli, Yahoo

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Jorge Lula Viana Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

    Claramente uma ação motivada pelo preconceito policial, primeiro contra professores de História, pois segundo eles a maioria é de esquerdistas comunistas, segundo pelo ativismo pró-maconha do professor. A PM esta achando que já voltamos para os anos de chumbo e que podem tudo. Estão enganados. Ainda estamos numa Democracia, ainda que capenga, e faremos valer nossos direitos. Quem garante que as tais bitucas não foram plantadas pela própria polícia?

  2. Dr. Doom Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Parabéns aos policiais, a lei é para todos, inclusive para esses maloqueiros aí que querem ignorá-las e fingir que estão acima das mesmas com a desculpa de que "opressao".

  3. Eduardo Ribeiro Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    ""....o PROFESSOR de história Gabriel Pimentel, de 29 anos, foi PRESO DENTRO DA Escola Estadual....."" O Brasil acabou.

  4. Marcos Vinicius Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    pra entrar em escola são leões, pra entrar em favela são ratos, quando entram é pra esculachar morador ou pegar propina.

  5. Hugo Cezar Benedetti Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Os policiais estão certos, é função deles é abordarem para revista quem acharem suspeitos. O professor comuno petibinha defensor da liberação da maconha quis contrariar as decisões da polícia. Isso é desacato à autoridade. Fez muito bem os policiais de levá-lo à delegacia. Esses petebinhas são prepotentes, se acham intelectuais, que podem interferirem em tudo, mas uns bostas.

    • Marcos Vinicius Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      você nem conhece o cara e tá falando como se fosse intimo, ah vai tomar no seu cú. Fica caçando um jeito de lamber coturno de polícial, isso é fetiche típico de bolsominion.

    • WENDELL F MEDEIROS Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      É apenas um tapado. Basta ver o perfil.

  6. Roder Rock Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Não conheço ninguém que foi maltratado quando abordado pela polícia se agiu com educação e respondeu adequadamente ao solicitado.

    • Dr. Doom Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      Não existe, se apanhou é porque e vagabundo e pediu.

    • Roberto Pedroso Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      Vá até a periferia de qualquer grande centro urbano do pais e vai conhecer um monte de historias de pessoas que são abordadas de maneira truculenta e desrespeitosa pela policia! ande pelas ruas e pela cidade não pense que a realidade se resume ao cotidiano dentro do seu condomínio fechado playboy!!!!

  7. chichano goncalvez Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Porque esses policiais não foram prender o maior traficante e maconheiro do Brazil, que é o Aecio Neves ? Porque ? Porque ? Porque ? Porque ? e outro Porque?

  8. Mauro Martins Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Orre bem feito. Se fodeu. Foi se meter onde não devia e vai responder agora. Vão tomar nos cús sindicatos, comunistas e qualquer outro filho da puta.

  9. Josilda Dantas Palmeira Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    CADA DIA PIOR A TRUCULÊNCIA POLICIAL!! INCENTIVADOS POR ESSE ASNO QUE ESTÁ NO GOVERNO SE FAZIAM AGORA PIOROU MIL VEZES!!!

    • MARLENE DAS GRAÇAS SILVA Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      verdade!!!! OS POLICIAIS ESTÃO SE DROGANDO, MATANDO , NÃO TEM MORAL MAIS! ANTIGAMENTE ERAM NOSSOS HERÓIS... HOJE, NINGUÉM RESPEITA. PEGAM UM JOVEM TRABALHANDO , VENDENDO FRUTAS, BATEM SEM DÓ! EU VI!

  10. Roder Rock Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Professor que não coopera e tenta impedir a ação da polícia deve mesmo ser preso por desacato. Se este professor tivesse agido desta maneira no caso de Suzano vocês não o estariam protegendo-o e divulgando mentiras. Desacato para com a autoridade é crime e ponto. Se a polícia avistou alguém adentrando na escola para se evadir é obrigação investigar, simples assim.

    • MARLENE DAS GRAÇAS SILVA Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      DISCORDO, TUDO TEM QUE SER INVESTIGADO PRIMEIRO. TIVE UM AMIGO QUE FICOU PRESO POR ENCONTRAREM MACONHA EM SEU CARRO.DEPOIS VIRAM POR CÂMERA DE VÍDEOS DA RUA QUE DOIS INDIVÍDUOS COLOCARAM A MACONHA . O QUE OS POLICIAIS FIZERAM FOI UM ABUSO DE AUTORIDADE! SE ATÉ A CLASSE DELES ESTÁ ENVOLVIDO COM DROGAS!POR QUE NÃO VÃO EM ESCOLAS PARTICULARES, E AÉCIO COM UM AVIÃO DE DROGAS?