Redação Pragmatismo
Tragédia 13/Mar/2019 às 15:46 COMENTÁRIOS

Silêncio de Bolsonaro sobre massacre em Suzano provoca reações

Seis horas após o massacre em Suzano, todas as autoridades do Brasil já haviam se pronunciado, exceto o Presidente da República. Silêncio de Jair Bolsonaro provocou reações

Jair Bolsonaro massacre em Suzano
Seis horas após o massacre em Suzano, o presidente da República Jair Bolsonaro é a única autoridade brasileira em silêncio sobre a tragédia (Imagem da esquerda: Adriano Machado/Reuters | Direita: os atiradores Guilherme Monteiro e Luiz Henrique de Castro)

Muito se comenta que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) fica mais no Twitter do que governa. Apesar de muito ativo na rede social, o chefe do Executivo ainda não se pronunciou sobre o massacre na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP).

A tragédia aconteceu às 9h30 e abalou o Brasil nesta quarta-feira (13). Jair Bolsonaro, sempre disposto a tuitar pelos cotovelos, nada disse até as 15h30 de hoje, cerca de seis horas depois dos acontecimentos.

O governador de São Paulo, João Doria, decretou luto de três dias pelo massacre. Os ex-presidenciáveis Marina Silva, Guilherme Boulos e Fernando Haddad vieram a público manifestar sua solidariedade e indignação pela tragédia. Alguns membros do governo federal, como o ministro Sergio Moro, também lamentaram o massacre.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, também prestou solidariedade às vítimas do ataque. “É com pesar que recebemos a notícia. Em nome da corte manifestamos nosso sentimento de pesar às famílias e amigos da vítima e a toda sociedade que também é vítima desse tipo de tragedia”, disse Dias Toffoli.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, se solidarizou com as famílias e amigos das vítimas do ataque em Suzano e disse que o caso mostra que “é hora de haver união para impedir que novos ataques como o de hoje se repitam no País”.

O último tweet de Bolsonaro foi na manhã de hoje sobre a safra de milho. Responsável pelas redes do pai, a última postagem de Carlos Bolsonaro também é sobre o tema.

“Crianças morreram hoje em uma escola pública e você aí falando em safra de grãos? Libera mais armas. Patrocina mais miliciano”, publicou uma internauta.

“Quando é pra falar de ‘Golden Shower’ o atual presidente da República é o primeiro a aparecer. Quando crianças são massacradas dentro de uma escola o sujeito permanece em silêncio. Prioridades?”, observou outra internauta.

Massacre em Suzano

Luiz Henrique de Castro, de 25 anos e Guilherme Monteiro, de 17 anos, são os autores do massacre em Suzano. Poucas horas antes de invadir a Escola Estadual Professor Raul Brasil, Guilherme Monteiro divulgou nas redes sociais cerca de 30 fotos em sua conta no Facebook (veja aqui).

Luiz Henrique, por sua vez, compartilhava imagens de armas de fogo em sua conta no Facebook. Suas publicações ainda visíveis na rede social cultuam o armamento e o militarismo.

Dentro da escola, a polícia encontrou um revólver .38, uma besta (um artefato semelhante a um arco e flecha) e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov. Há ainda uma mala com fios, e o esquadrão antibombas foi chamado. Uma testemunha disse que viu um dos atiradores com uma arma de fogo e o outro, com uma faca.

Uma testemunha afirmou que Guilherme Monteiro, o atirador de 17 anos, era ex-aluno da Escola Estadual Raul Brasil. Em depoimento, o jovem informou que Guilherme estudou na sua sala de aula e há três dias avisou a colegas para “ficarem espertos”. A mesma testemunha disse que o atirador não sofria bullying e se identificava nas redes sociais como “Guilherme Alan”.

O secretário de Segurança Pública de São Paulo, João Camilo Pires de Campos, afirmou que Luiz Henrique de Castro também é ex-aluno da escola. De acordo com ele, os cinco estudantes assassinados tinham entre 15 e 17 anos de idade. Também foram mortos duas funcionárias do colégio e o proprietário de uma loja próximo ao local.

Segundo o secretário, ainda não se sabe a motivação do crime. “É a grande busca: qual foi a motivação dos antigos alunos”, disse Campos. Buscas na casa dos assassinos aconteceram e recolheram pertences deles.

Morreram, vítimas do ataque: Pablo Henrique Rodrigues, Cleiton Antônio Ribeiro, Caio Oliveira, Samuel Melquíades Silva de Oliveira e João Vitor Ramos Lemos. Jorge Antônio de Moraes, comerciante que trabalhava perto do local e era tio de um dos atiradores, chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu. Marilena Ferreira Vieira Umezo e Eliana Regina de Oliveira Xavier, funcionárias do colégio, também estão entre as vítimas.

Decreto de armas

Uma das primeiras medidas de Bolsonaro na Presidência foi o Decreto 9.685/2019, que torna muito mais fácil ter armas de fogo em casa.

Antes do decreto, um delegado da polícia federal analisava o que a pessoa apresentava como justificativa para comprar uma arma e decidia se ela poderia ou não, considerando diversos critérios.

“O grande problema que tínhamos na lei é a comprovação da efetiva necessidade. Isso beirava (sic) a subjetividade. (…) Chegamos à conclusão de que tínhamos como fazer justiça … [para] que o cidadão pudesse então [ter uma arma] sem depender da discricionariedade [do órgão burocrático], observando alguns outros critérios”, comentou Bolsonaro ao assinar a medida.

_x_

Atualização: Minutos após a publicação deste texto, Jair Bolsonarou e Flávio Bolsonaro posicionaram-se quase ao mesmo tempo no Twitter:

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. C.Poivre Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Foram dois bolsomínions os autores do massacre, portando o líder deles tem mesmo é que ficar no "quem cala consente".

    • Anderson Flip Postado em 06/Jul/2019 às 00:37

      Isso não é verdade...são dois desequilibrados...que bem poderiam estar com uma camiseta do Che...

  2. Eduardo Ribeiro Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    É melhor quieto, esse traste calado é um poeta. Mas já meteu lá, com muitas horas de atraso, e com erros de português, uma declaração protocolar. Porque se deixar ele solto, espontâneo e abrindo o coração, só sai treva. Até o Evo Morales já havia se pronunciado. Pra falar do anus alheio, doutrinação marxista nas escolas e goldenshower o bicho é o the flash do Twitter, guerreiro dos teclados.

    • Anderson Flip Postado em 06/Jul/2019 às 00:37

      Neste quesito Dilma é imbatível...tu há de concordar comigo...Sua coleção de perolas disléxicas é insuperável...e veja só...ela passa vergonha em várias línguas..sem nenhum constrangimento!!.

  3. Mone Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Será que não está se exigindo que BOLSO, fale o que não sabe ?Ele o presidente BOLSO,parece não saber presidir ,(riso) , e fica a encher o ''BOLSO'' de milho ,e FALAR ALGUMAS ASNEIRAS SOBRE O RICO E VERSÁTIL CEREAL , disfarçando ,fugindo ,tergiversando ,para não dizer de um massacre, em uma escola de Suzano , com armas de fogo que mobilizou o Brasil e o mundo ,deixando-os estarrecidos,alarmados, apavorados,amedrontados, atônitos, perplexos.Enquanto BOLSO e sua trupe , delira sobre o caos

  4. Roberto Pedroso Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Não há como não associar estas tragedias e fenômenos violentos recentes com o ''Zeitgeist''atual,onde o culto á violência,a elegia as armas,a defesa da violência como meio/forma/representação em uma sociedade galgada nos ideais dessa sociedade o espetáculo e da espetacularização da violência como linguagem e método em um contexto de desalento e total abandono da juventude que flanam aos sabores de um caldo de cultura deletério insensível/individualista/narcisista de intolerância retrograda e reacionarismo violento; a juventude abandonada sem nenhum tipo de politicas publicas que os ensinem a elaborar as más influencias da sociedade(sociedade esta inegavelmente doente e em convulsão)sem meios e investimentos em programas preventivos ligados a área da saúde mental e com a inexistência de politicas publicas direcionadas para a juventude,exposta as influencias sociais contemporâneas nesse caldo de cultura estruturado sobre a gramatica da violência e agressividade de apologia a intolerância e agressividade,nessa cenário é claro que aqueles mais problemáticos com desequilíbrios psíquicos graves tendem a se tornar verdugos de si, para si e contra outros tantos inocentes,assim mais uma vez nossa sociedade falha a cada novo capitulo desse estado de violência escrito com o sangue dos inocentes; tenham certeza que todos aqueles que mantem ou detêm/escudam e sustentam este discurso vil e abjeto estruturado na gramatica da violência,no léxico do discurso de ódio,na exaltação das armas como ideal,na pratica da intolerância como forma e meio de retorica e na conduta virulenta da hostilidade como filosofia de vida contribuem pouco a pouco paulatinamente para a construção desse estado de coisas,seja cidadão/eleitor ,seja administrador publico/autoridade,quem destila o ódio/intolerância/reacionarismo/intransigência/fanatismo/agressividade e auxilia ao insuflar a violência simbólica e a insensibilidade em relação a violência seja na pratica seja no campo do discurso também em certa medida possui sua parcela de culpa com relação a tudo isso que estamos vendo e vivenciando.

    • Mone Postado em 06/Jul/2019 às 00:37

      Roberto Pedroso, li tuas colocações e análises, muito bem postas bem colocadas ,essas falhas vividas ,experimentadas na e pela sociedade , impõe urgência , da revisão de leis que comtemplem, e referendem , mudanças substanciais em todo sistema de punição , Foucault, em seu livro Vigiar e Punir ,(Edt.Vozes) Freud , em seu texto , Criminosos e o Sentimento de Culpa "( Imago)e outros autores, abordam , as leis como base , fundamento e estrutura , para uma sociedade harmoniosa e pacífica ,em que a paz seja presente. Vai aqui o resumo de uma fala que fiz ,para recém formados em Direito e Psicologia na universidade que lecionei por 20 anos a convite da mesma: Pena de morte é retrocesso, involução, trevas Cientificamente a origem da terra, e do homem, apontam para uma evolução como condição da própria vida, suscitando questões como: 1- Ninguém tem o direito de tirar a vida de ninguém. 2-Se a pena de morte é instituída, se legaliza o assassinato, 3- alguém tem que matar o assassino. 4 -Alguns países que tem pena de morte, arranjaram leis de matar o condenado sem que se saiba quem foi o assassino, colocando sua autoria no estado, um exemplo.:escolhe-se algumas pessoas com armas, todas elas com balas, que ao atirarem conjuntamente o grupo não sabe de que arma saiu a bala que matou, pois é proibido se investigar,( ferindo letalmente, o princípio democrático da transparência) o estado não divulga, mas como pessoas em nome do estado ,atiraram e uma delas matou, ficam com graves desequilíbrios, matam a si, matam outras pessoas ou ficam inutilizadas.Cada estado ou país institui sua maquiagem.Vale lembrar que todas as ditaduras tiveram como ação estratégica a pena de Morte, também, para a criminalidade (Salazar em Portugal,Franco na Espanha ,De Gaulle na França , as Ditaduras no Brasil.etc 5 -A pena de morte não resolveu o problema da criminalidade 6-A humanidade a duras penas saiu das trevas, superou o Código de Hamurábi,e através de varias ações ,estratégias , criou normas , leis , que civilizou e trasformou o homem ,buscando sempre empatia e amor ao próximo 7 -A humanidade já foi antropófaga, e tem essa memória assassina adormecida no cérebro reptiliano., se tivemos milênios para adormecer o desejo de matar, por que agora você vai legaliza-lo e institui-lo via lei, acordando-o e estimulando-o com a pena de morte? 8-Sei o quanto dói ver os absurdos que ocorrem todos os dias, os crimes mais hediondos sendo vitima nós, pois também já fui vitima ,individualmente , e continuo vítima do ponto de vista social . 9-Esses indultos esse prende e solta, essa penas diminuídas onde o criminoso sabe que sera solto, alguns deles extremamente politizados, sem nunca ter sido escolarizado pedagogizado, (a maioria dos criminosos sequer são alfabetizados) mas sabem os artigos e leis na ponta da língua , e os artigos que não são decorados ,tem "os direitos humanos"para lembra-los, defendê-los.Os direitos humanos são fundamentais , e não está em questão , mas sim , os equívcos que grupos ,em nome desses direitos ,cometem . Sociopátas , psicopátas, são incompatíves com a liberdade e a vida na sociedade . 10-Prisão Perpétua é uma resolução coletiva onde uma sociedade decidi, o indivíduo não tem objetividade para tal. 11-O governo com seu desgoverno não tem interesse de resolver nada que atinja o povo ,a transparência não existe o governo, se protege e o resto que se dane 12-Precisamos de Leis, que sejam LEIS, Crimes Hediondos deve ser punido com Prisão perpétua 13-Não é com armas que se resolve a questão grave da violência , do assassinato e da criminalidade , ma sim com EDUCAÇÃO ,PUNIÇÃO, LEI . PRISÃO PERPÉTUA PARA CRIMES HEDIONDOS COMO ESTE, e todos os crimes perpetrados,arquitetados e cometidos por Marcelo Valle Vieira Mello, como :, pedofilia,misoginia,homofobia,terrorismo,nazismo,hitlerismo,assasinatos (todos juntos )

  5. MicroUzi Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Vocês de esquerda e direita são merda do mesmo vaso. Um chamando o outro de corrupto, ladrão e assassino. Sendo que os mesmos repetem ou fazem coisa pior. Seus hipócritas!

  6. MicroUzi Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Mas que esse bolsonaro fala muita merda ele fala.

  7. chichano goncalvez Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    É o que dá pregar a violencia, aliás o Bolso Nada foi expulso de colegio, vamos esperar o que desse falk news.