Redação Pragmatismo
América Latina 25/Feb/2019 às 16:18 COMENTÁRIOS

EUA empurram o Brasil para uma guerra injustificável contra a Venezuela

A Venezuela possui a maior reserva de petróleo do mundo e os EUA pretendem abocanhá-la na marra. Com um subserviente na presidência do Brasil, Donald Trump nos empurra para uma guerra absurda contra os venezuelanos

EUA empurram Brasil guerra injustificável Venezuela PETRÓLEO
(Imagem: Nelson Almeida AFP)

Gustavo Gollo, Jornal GGN

Logo ao nascer, o cordeirinho se dirigiu sozinho a um regato. Enquanto bebia despreocupadamente, o lobo se aproximou sorrateiro, surgindo repentinamente ao lado da criaturinha ingênua.

Assustadíssimo, o pequeno viu o lobo retirar a boca imensa da água, para mirá-lo ferozmente, dizendo:

Ah, então é você que vem sempre aqui sujar a minha água quando estou bebendo?

Apavorado com a intervenção raivosa, o cordeirinho baixou os olhos ante o olhar selvagem do lobo e respondeu-lhe com voz trêmula:

Não, não era eu; eu acabo de nascer e nunca tinha vindo beber água.

A petulância do cordeirinho ao contradizer o lobo, o fez bufar iradamente, enquanto seus olhos faiscavam de indignação por tão tamanho desrespeito demonstrado pelo pequeno, impelido o lobo responder com ferocidade:

Ooora! Mas se não foi você foi seu pai!

E tascou o cordeirinho.

A Venezuela possui as maiores reservas de petróleo do mundo, nas quais os Estados Unidos já botaram olho grande e pretendem abocanhar na marra.

Tendo levado o país à bancarrota, os estadunidenses planejaram invadi-lo, tendo já plantado lá um interventor que se diz presidente, e incitado sublevações contra o governo.

Inventaram também uma ajuda troiano-humanitária, que tentam impingir ao país. Significativamente, a bondade do presidente americano, tão fervorosamente empenhado em construir um muro que impeça a entrada de latino-americanos nos EUA, se dirige exclusivamente aos detentores do petróleo, esquecendo seus inúmeros compatriotas sem teto, ou haitianos, por exemplo, que agradeceriam qualquer ajuda. A ajuda troiana endereçada aos venezuelanos, aliás, foi denunciada pela cruz-vermelha que tratou de tirar o corpo fora, evitando se comprometer com os senhores da guerra, sendo usada para levar a destruição, em lugar de conforto. A ajuda-troiana faz lembrar o lobo na pele do cordeiro, o que já é outra fábula.

Tendo empossado um lambe botas na presidência do Brasil, os estadunidenses estão empurrando o país, para uma guerra absurda contra os venezuelanos.

Leia também: Se filho de Bolsonaro quer guerra com a Venezuela, deveria ir para o front desde já

Embora tendo declarado anteriormente que não levaria o país à guerra, o vice-presidente brasileiro, estranhamente, “retificou” sua posição, aventando a ressalva descabida de que só invadiria a Venezuela se ela, antes, agredisse o Brasil.

Ora, que propósito poderia ter uma ressalva tão idiota, senão abrir a guarda para uma agressão simulada, promovida pelos EUA, tão interessados na guerra. Notícias muitíssimo preocupantes já estão sendo forjadas, sugerindo que os venezuelanos tenham atacado o Brasil, a exemplo do cordeirinho da fábula.

O absurdo que constituiria em uma invasão da Venezuela pelo Brasil tem que ser compreendido, denunciado e impossibilitado antes que fermentem rumores e paixões tresloucadas. Vivemos tempos estranhos.

Saiba mais:
O Brasil erra ao se envolver nas provocações contra a Venezuela

Brasil embarca numa cruzada suicida contra a Venezuela
Jair Bolsonaro, Ernesto Geisel e a servidão aos EUA

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários