Redação Pragmatismo
Barbárie 07/Dec/2018 às 11:12 COMENTÁRIOS

Cachorro é morto a flechada em Santa Cantarina

Dona chegou a ver seu cachorro correndo com a flecha cravada na parte lateral do corpo próximo ao pescoço. Mas o animal não resistiu e morreu

cachorro morre flecha santa catarina
Cachorro morre com flecha fincada no corpo em Ituporanga (SC)

Um cachorro foi morto após ser atingido por uma flecha na cidade de Ituporanga, no Vale do Itajaí, em Santa Catarina. O crime ocorreu na noite desta quinta-feira (6).

A polícia realizou rondas pelas proximidades de onde o cão foi encontrado, porém nenhum suspeito foi localizado. A flecha foi apreendida e o caso está sendo investigado.

O animal foi encontrado pela dona com a flecha fincada ao corpo, cravada próxima ao pescoço. A mulher disse que ouviu um latido diferente e saiu de casa para ver o que estava acontecendo.

Ao se deparar com a cena, a dona disse que o animal ainda estava vivo, mas morreu depois de alguns minutos agonizando.

A pessoa que atirou a flecha pode ser enquadrada pelo crime de maus-tratos e pegar pena de três meses a um ano de prisão. A punição ainda pode ser aumentada de um sexto a um terço já que ocorreu a morte do animal.

Cachorro do Carrefour

Há menos de uma semana, um outro crime contra um cachorro sensibilizou o Brasil. Na ocasião, um cão morreu em decorrência de um choque hemorrágico após ser agredido por um segurança do Carrefour.

Câmeras de segurança do Carrefour, vídeos e fotos registrados por celulares de clientes e funcionários do supermercado gravaram o momento em que um segurança particular do estabelecimento comercial usa uma barra pontiaguda para espantar o cão do estacionamento do local.

Testemunhas contaram a ativistas ligados a defender animais que o segurança feriu o cão com a ponta da barra, provocando um corte na pata esquerda dele.

Vídeos feitos por quem estava no local ainda registraram funcionários do Departamento Animal de Osasco usarem uma enforcadeira para laçar o pescoço do cachorro.

Como denunciar

Maus-tratos contra animais é crime, mas a quem o cidadão deve denunciar? De acordo com a Constituição, pessoas físicas ou jurídicas que adotam condutas consideradas lesivas ao meio ambiente devem sofrer sanções penais e administrativas, independentemente da obrigação de reparar os danos causados.

A Constituição determina o dever do Poder Público de proteger a fauna e de coibir os atos que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade.

Alguns municípios possuem delegacia especializada na defesa animal, como é o caso das cidades de São Paulo e Campinas, por exemplo. Em São Paulo, é possível fazer a denúncia pelo computador.

A DEPA (Delegacia Eletrônica de Proteção Animal) é um serviço via internet para denúncias de crimes ocorridos no Estado de São Paulo.

É necessário identificar-se para fazer a denúncia e o sigilo dos dados serão preservados se optar pela privacidade no momento do cadastro da denúncia.Também é possível registrar a ocorrência pelo 0800 600 6428.

De todo modo, as denúncias de abuso ou maus-tratos contra animais devem ser comunicada à polícia, que deverá apurar o caso.

Tanto a Polícia Militar, como a Polícia Ambiental, poderão ser acionadas. Na hipótese de a autoridade policial injustificadamente se recusar a registrar a ocorrência, o cidadão deverá procurar o Ministério Público para noticiar o fato.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários