Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 06/Dec/2018 às 16:44 COMENTÁRIOS

Ariana Arias dos Santos, vítima de feminicídio dentro de um ônibus

Ariana Arias dos Santos, mais uma vítima de feminicídio no Brasil, deixa uma filha de 4 anos. Ela foi assassinada pelo ex-companheiro dentro de um ônibus, diante de várias testemunhas

Ariane Arias dos Santos ônibus
(Imagem do ônibus durante ataque a Ariana Arias dos Santos)

Ariana Arias dos Santos, de 34 anos, é mais uma vítima de feminicídio no Brasil. Ela foi assassinada dentro de um ônibus em Porto Alegre (RS) na última terça-feira (4).

O assassino é Maximiliano Rodrigues Freitas, 36, ex-companheiro da vítima. Esfaqueada diversas vezes, Ariana chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

Maximiliano tentou fugir, mas foi impedido por populares, e acabou preso, em flagrante. Testemunhas foram ouvidas, e a polícia planeja colher depoimentos dos familiares para saber mais detalhes sobre o relacionamento dos dois.

Com base nas imagens da câmera de segurança do ônibus, a delegada Tatiana Bastos afirmou que é possível concluir que o crime foi premeditado.

O homem atacou Ariana usando uma faca grande, apreendida pela polícia. “Ele desfere várias facadas nela, na cabeça, ombros, costas. Não se sabe quantas. Chegou a fraturar o crânio”, afirmou a delegada.

O agressor tem antecedentes por roubo, tentativa de homicídio, ameaça e lesão. Ariana já havia registrado duas ocorrências contra o homem, por lesão corporal e desobediência de medida protetiva em 2015.

Segundo familiares, o ex-companheiro ameaçava a vítima por telefone. “Ela teve que trocar o número do telefone. Não aguentava mais isso”, revelou uma prima.

“Ela estava sempre sorrindo, não tinha maldade no coração. Era sempre alegre, mesmo nos altos e baixos. É muito triste tudo isso”, lamentou uma tia.

Ariana trabalhava como operadora de telemarketing em uma imobiliária e voltava do trabalho quando foi atacada. Ela deixa uma filha de 4 anos.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários