Redação Pragmatismo
Eleições 2018 11/Oct/2018 às 10:51 COMENTÁRIOS

Nova manifestação de Roger Waters deixa fãs de Bolsonaro ainda mais irritados

Roger Waters mostrou que não sentiu-se intimidado e apresentou uma novidade para o seu público ao criticar a ascensão de políticos neofascistas em mais uma noite em SP

Roger Waters fascistas bolsonaro
Roger Waters volta a provocar ao apresentar lista de políticos fascistas

O músico Roger Waters voltou a se manifestar criticamente contra o extremismo político em uma nova apresentação em São Paulo.

Waters mostrou que não sentiu-se intimidado com alguns xingamentos que recebeu na noite anterior, e provocou ainda mais nesta quarta-feira (10) no Allianz Parque.

Na lista em que critica os políticos fascistas, que ocorre no telão durante um intervalo do show, o ex-Pink Floyd cobriu o nome do político do PSL com uma faixa escrita “ponto de vista político censurado”.

Depois de alguns momentos de suspense, com o público sem entender o que estava acontecendo, o nome de Bolsonaro apareceu no telão (vídeo abaixo).

Enquanto cantou hits de sucesso do Pink Floyd e de sua carreira solo, o baixista ouviu coro de “#EleNão” partindo do público e também gritos de “mito”.

“No show de ontem, não só no estádio, mas na saída, houve algumas coisas tristes. Mas o que sugiro é isso. É do interesse de nós, como comunidade de seres humanos, criar um futuro para nossos filhos e futuras gerações. Teremos de achar um jeito de usar nossa luta, para combater os porcos”, disse Waters durante a apresentação.

VEJA TAMBÉM: Fãs de Bolsonaro nunca entenderam as letras do Pink Floyd

Algumas pessoas começaram a gritar “Ele Não”, mas Waters se absteve. “Ouçam: eu sinto o amor neste lugar e queremos que este futuro seja com o reconhecimento de que os direitos individuais são importantes. E todas as etnias, religião e nacionalidades merecem ter o básico dos direitos humanos”.

VÍDEO:

Roger Waters segue a turnê “Us + Them” pelo Brasil com shows em Brasília (13 de outubro), Salvador (17 de outubro), Belo Horizonte (21 de outubro), Rio de Janeiro (24 de outubro), Curitiba (27 de outubro) e Porto Alegre (30 de outubro).

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários