Redação Pragmatismo
Eleições 2018 23/Oct/2018 às 09:47 COMENTÁRIOS

Policiais fazem campanha ilegal para Bolsonaro durante treinamento público

Em treinamento de rua, policiais militares fazem campanha ilegal para Bolsonaro. Veja o vídeo

Policiais campanha ilegal Bolsonaro treinamento Goiás

Edson Sardinha, Congresso em Foco

Um vídeo mostra uma tropa de policiais militares de Goiás fazendo campanha, em via pública, em favor do candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL), capitão da reserva do Exército.

Os militares da ativa são proibidos por lei de se envolver em atividades político-partidárias.

Durante uma corrida, em uma rua vicinal paralela à Avenida Alfredo Nasser, na cidade de Luziânia, a 60 quilômetros de Brasília, os policiais conclamam os eleitores a votar em Bolsonaro em segundo turno, no próximo domingo (28) (veja o vídeo mais abaixo).

Ei, cidadão, por favor, não se esqueça, dia 28 é Bolsonaro na cabeça. Ei, cidadão, por favor, fica contente, ano que vem é Bolsonaro presidente”, cantam. O ato se dá a cerca de 500 metros do 10º Batalhão da Polícia Militar. Cerca de 50 policiais aparecem sem camisa, mas com calça e botas da corporação. Alguns deles usam armas.

Ao fundo, ouve-se a sirene de uma viatura policial. A reportagem não conseguiu confirmar a data da manifestação, mas, a julgar pelo conteúdo, ela ocorreu após o primeiro turno.

Veja o vídeo:

Leia também:
Bolsonaro: mito é um verbo que se faz carne
Policial é intimado pela corregedoria após afirmar que não apoia Bolsonaro
Policial usa viatura da PM para apoiar Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro parece ser um personagem da trilogia Matrix
Estudo mostra que quem criou Jair Bolsonaro foi a grande mídia
Policiais presos no RJ participaram de campanha do filho de Bolsonaro
Cabo eleitoral de Bolsonaro é preso por integrar quadrilha de agiotas
Militar avalia proposta de Bolsonaro: “É a regulamentação da barbárie”
Atacada por Bolsonaro e militares, Fátima Bernardes se pronuncia
Filho de Bolsonaro visita PMs responsáveis por chacina: “Presos por trabalhar”
Câmara atende pedido de Bolsonaro e homenageia golpe militar de 1964

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários