Redação Pragmatismo
Eleições 2018 21/Oct/2018 às 11:58 COMENTÁRIOS

Jovem que fazia panfletagem para Haddad é agredido com barra de ferro

Aos gritos de 'vai morrer ', homens intimidam jovens que faziam panfletagem pró-Haddad. Uma das vítimas foi atingida com uma barra de ferro no rosto e continuou a ser espancada após cair no chão. Nome de Bolsonaro foi mencionado pelo grupo

estudante barra de ferro haddad
Estudante agredido com barra de ferro

Um jovem que fazia panfletagem para o presidenciável Fernando Haddad (PT) foi agredido com uma barra de ferro no Rio de Janeiro na noite da última sexta-feira (19).

O estudante de história da Unirio (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) estava com um amigo no momento em que foi agredido.

Aos gritos de “vai morrer” e “vaza daqui”, um grupo de seis homens se aproximou dos jovens e uma discussão foi iniciada. O estudante de história tentou apaziguar os ânimos e foi atingido no rosto com uma barra de ferro.

Por medo de represálias, a vítima pediu para que seu nome não fosse divulgado na imprensa. Mesmo depois de caído no chão, o estudante continuou a ser espancado. “Eu passo ali todo dia. Fico com medo de denunciar. Ficar com o rosto marcado”, disse.

“Éramos um grupo de alunos na praça. Do nada, chegaram uns homens e começaram a agredir um amigo meu. Corri para intervir e tirar ele do local, mas, assim que cheguei, me empurraram e um deles veio com uma barra de ferro e me agrediu. Tentei correr, mas a visão escureceu, eu fiquei tonto e acabei caindo e eles ainda me bateram mais ainda”, contou o universitário, de 22 anos.

Testemunhas afirmaram que o nome do candidato Jair Bolsonaro (PSL) foi pronunciado pelo grupo.

“Meu amigo negro, que é a pessoa mais doce e justa que conheço, tenta separar a briga. Pronto: os covardes encontraram seu alvo. Em branco, eles têm medo de bater. Vai que é filho de alguém (…) Fomos cercados pelos dois lados e [só vi] a barra de ferro descendo sobre ele, uma amiga gritando de desespero, ele levantando cambaleante, caindo outra vez, levando um chute, no chão, completamente indefeso. A cena é assustadora”, desabafou outro estudante que estava no local.

O jovem agredido com a barra de ferro foi levado de ambulância para o hospital Souza Aguiar, no centro da cidade. Ele recebeu alta na manhã deste sábado (20) com um hematoma no olho direito.

Um dos jovens informou que pretende fazer boletim de ocorrência. De acordo ainda com os estudantes da Unirio, policiais militares que chegaram ao local para conter a confusão, “desaconselharam” fazer a denúncia na delegacia.

“Chamamos a polícia e depois de uma longa conversa os próprios policiais basicamente disseram que não iria dar em nada e que era melhor não levar tão a fundo, já que a praça é caminho da faculdade e podem marcar a nossa fisionomia e nos pegarem quando estivermos sozinhos.”

com informações do UOL

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários