Delmar Bertuol
Colaborador(a)
Eleições 2018 31/Oct/2018 às 15:54 COMENTÁRIOS

Pequenas inserções eleitorais de oito segundos

eduardo leite haddad ciro boulos manuela Pequenas inserções eleitorais de oito segundos

Delmar Bertuol*, Pragmatismo Político

-votei no Eduardo Leite. Não vejo diferença ideológica entre ele e o Sartori, mas não poderia indiretamente legitimar as ações Governador. Sobretudo atraso salariais;

-parece que era fake news a notícia de que a equipe de Sartori havia espalhado uma fake news a respeito da sexualidade do Eduardo Leite. A assessoria do tucano, por sua vez, garante que é fake news a fake news a respeito da fake news;

-até o resultado do 1º turno, ventilava-se que a maioria dos partidos apoiaria o opositor do Bolsonaro incondicionalmente, em nome da democracia. Com a vantagem do Mito dos Debates, no entanto, o oportunismo prevaleceu;

-ficou patético os candidatos a governador anunciarem apoio ao Bolsonaro e ele não retribuir. Não foi nem pragmatismo. Foi oportunismo e maculou a imagem de muitos políticos e partidos;

-se alguém ainda tinha dúvidas de que o PMDB, que, por márquetim, passou a ser MDB, era o mesmo MDB da Ditadura, essas eleições deram a certeza de que o velho “partidão” que defendia a democracia acabou no processo de abertura política;

-meus amigos bolsonetes, por favor, parem de me incomodar no Whats. E muito menos mandem fotos do Mito dos Debates com a faixa presidencial. Imagem, só de mulher pelada;

-a esquerda brasileira precisa se reorganizar. Lula é uma referência política desse campo, apesar das críticas. E merece mesmo esse status. Mas não pode ser um oráculo esquerdista;

-o PT, por seu tamanho e importância, talvez deva encabeçar essa mudança. Mas isso não quer dizer que deva necessariamente ser protagonista eleitoral, pelo menos não “” em 2022;

-agora vou fazer AS bolsonetes se arrependerem dos seus votos. Havia prometido sair pelado na rua se o Haddad vencesse. Perderam a oportunidade de me ver assim;

-Haddad é o novo galã da esquerda, desbancando Ciro Gomes, um “homão da porra”;

-Ciro Gomes, depois de não declarar explícito apoio ao PT, não é mais tão “homão da porra” assim;

-piada politicamente incorreta (pra entrar na nova onda): uma amiga disse que, dos presidenciáveis, o mais bonito era o Boulos. Respondi: logo ele, que não tem nem teto;

-de galã não me sinto com propriedade pra falar. Mas da Manuela posso dizer, teríamos uma vice bonita pra carai;

-a continuar essa moda na política de Deus e família, o próximo candidato deve desde agora ser assíduo às missas e um em-dia dizimista. E tratar de largar a boemia. E casar. Com alguém do sexo oposto;

-já temos um pré-candidato pra 2022, Ciro Gomes;

-eu estou receoso com o porvir.

*Delmar Bertuol é professor de história da rede municipal e estadual, escritor, autor de “Transbordo, Reminiscências da tua gestação, filha”

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários