Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 26/Sep/2018 às 12:08 COMENTÁRIOS

Menina de 14 anos defende mulher de assédio sexual em ônibus

Homem coloca o pênis para fora para abusar de mulher em ônibus. Mas ele não esperava que uma brava menina de 14 anos fosse intervir e enfrentá-lo

menina defende mulher assédio sexual em ônibus rio de janeiro

Os casos de assédio em transporte público estão sendo cada vez mais denunciados e os agressores expostos.

Em uma rápida pesquisa na Internet, é possível se deparar com vídeos de homens fazendo de tudo para se esfregar nas mulheres.

Muitos se aproveitam da lotação de ônibus, trens e metrô para cometer os atos libidinosos.

No Rio de Janeiro, uma filmagem mostrando a tentativa frustrada de um rapaz de assediar uma passageira virializou nas redes sociais. Com apenas 14 anos, a estudante Anna Bernardo aparece confrontando o homem que estava se aproveitando de uma mulher dentro do coletivo.

Na gravação, Ana aparece aos gritos acusando o rapaz de se aproximar sorrateiramente da vítima. “Você sentou, pegou seu pau nojento, sujo e botou pra cima dela”, diz.

Em entrevista ao BuzzFeddNews, a adolescente de 14 anos revela ter informado ao motorista, que não fez nada sobre o acontecido. Ana conta ainda que o assediador estava na frente dela e, com a tela do celular apagada, tentou ver quem estava atrás dele.

Daí ele foi pra frente e eu fui lá gritar com ele. E foi nessa hora que minha amiga começou a gravar.”

O assediador acabou expulso por ela. Depois do ocorrido, a jovem refletiu sobre os riscos que correu. Ana diz acreditar que a mulher tenha prestado queixa, mas não tem certeza.

Apenas em São Paulo, o número de casos de assédio em transporte público cresceu 35% em 2017. Segundo dados obtidos pela GloboNews, foram registrados 464 situações de abuso sexual entre janeiro e dezembro na capital paulista.

Saiba mais: Mulher, você se sente segura em São Paulo?

Depois de uma forte pressão de grupos feministas, o governo federal sancionou uma lei que tipifica como crime casos de importunação sexual. O projeto sancionado prevê pena de um a cinco anos de prisão. A medida ganhou força após o aumento do número de assédios de homens que se masturbam e ejacularam em mulheres em ônibus.

Leia também:
Homem que ejaculou em mulher no ônibus é solto pela Justiça em decisão vexatória
Jovem faz desabafo após ser abusada dentro de ônibus
Jovem acusada de mentir sobre assédio em ônibus está sendo ameaçada
Bar Quitandinha: O assédio, as reações e a lição que fica
5 coisas simples que mulheres evitam fazer por medo de assédio
Músico debocha de campanha que denúncia assédio contra mulheres
Letícia Sabatella relata assédio que sofreu aos 12 anos: ‘um nojo daquilo’
Vídeo: Irmãs indianas se defendem de assédio dentro de ônibus
Travesti é assediada e agredida dentro de ônibus
Vídeo mostra as faces do assédio sexual
“Ônibus rosa” é descartado após pressão das mulheres

Hypeness

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Comentários