Redação Pragmatismo
Eleições 2018 18/Sep/2018 às 08:20 COMENTÁRIOS

Bolsonaro não encontra eleitora negra e rouba foto de banco de imagens

Fraude: “mulher negra e pobre” usada em campanha presidencial de Jair Bolsonaro é modelo estrangeira de banco de imagens

mulher negra pobre bolsonaro

Uma fraude chamou a atenção da imprensa e de internautas nesta segunda-feira (17).

Uma das peças publicitárias da campanha oficial do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) está exibindo uma modelo estrangeira como se fosse uma mulher ‘negra e pobre’ eleitora do candidato.

A mulher é filmada em primeiro plano, enquanto uma estranha locução ao fundo afirma: “Sou mulher, negra e vinda de família pobre. Mas não dei procuração para que ninguém fale em meu nome.” Em 1min10s de vídeo, ela não abre a boca.

No comercial, a modelo estrangeira está caracterizada como enfermeira. Evidentemente, ela não domina a língua portuguesa.

As imagens da mulher foram retiradas do banco de dados Shutterstock, empresa americana que possui um acervo de 229 milhões de imagens, entre vídeos e fotos.

O vídeo aparece logo nas primeiras páginas do acervo da Shutterstock para quem faz uma busca com as palavras-chave “black woman” (mulher negra em inglês).

A propaganda eleitoral, que já foi assistida milhares de vezes, está sendo imensamente compartilhada por grupos pró-Bolsonaro nas redes sociais e chegou a ser replicada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável:

Caso repercutiu nas redes sociais:

“Deixa eu entender. Ele quer diminuir a rejeição junto à mulherada usando um vídeo falso? É isso mesmo? É esse o nível intelectual?”, questionou um internauta.

“Uma montagem horrorosa. A voz parece do google tradutor. Esses caras são sujos, escrevam o que estou dizendo: se forem eleitos, vão adulterar dados de pesquisas para fazer o governo parecer melhor do que é. E quem discordar será acusado de estar conspirando contra o ‘Fuhrer’. Eles não suportam nem contestação no Facebook, hackeiam opositores e ameaçam destruir a vida das pessoas, imagina eles no poder…”, comentou outra usuária.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários