Redação Pragmatismo
Eleições 2018 22/Aug/2018 às 14:25 COMENTÁRIOS

Datafolha: Suplicy lidera com folga para o Senado em São Paulo

Pesquisa Datafolha para o Senado Federal em São Paulo aponta que Eduardo Suplicy dificilmente não será eleito. Veja os números

Eduardo Suplicy Senador
Eduardo Suplicy deve ser eleito senador por São Paulo

A pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (22) para a disputa pelo Senado Federal em São Paulo revela ampla vantagem do candidato petista Eduardo Suplicy, com 32% das intenções de voto.

Mario Covas (Podemos) aparece com 18% das intenções e Major Olimpio (PSL), 13%. Cidinha (MDB) tem 7%, Mara Gabrilli (PSDB) 6% e Tripoli (PSDB) 5%.

Os outros candidatos registraram até 4% – Dra. Eliana Ferreira (PST), Mara Gabrilli (PSDB), Antonio Neto (PDT), Educador Daniel Cara (PSOL), Jilmar Tatto (PT), Mancha (PSTU), Maurren Maggi (PSB), Marcelo Barbieri (MDB), Diogo da Luz (Novo), Nivaldo Orlandi (PCO), Pedro Henrique de Cristo (Rede), Silvia Ferraro (PSOL) e Moira Lázaro Mandato Coletivo (Rede).

A pesquisa foi encomendada pela ‘Folha de S. Paulo’ e TV Globo. É o primeiro levantamento do Datafolha depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

Veja os números:

Eduardo Suplicy (PT): 32%
Mario Covas (Podemos): 18%
Major Olimpio (PSL): 13%
Cidinha (MDB): 7%
Mara Gabrilli (PSDB): 6%
Tripoli (PSDB): 5%
Antonio Neto (PDT): 4%
Dra. Eliana Ferreira (PSTU): 4%
Maurren Maggi (PSB): 3%
Jilmar Tatto (PT): 3%
Educador Daniel Cara (PSOL): 2%
Mancha (PSTU): 2%
Diogo da Luz (Novo): 2%
Marcelo Barbieri (MDB): 2%
Pedro Henrique de Cristo (Rede): 2%
Silvia Ferraro (PSOL): 2%
Nivaldo Orlandi (PCO): 1%
Moira Lázaro Mandato Coletivo (Rede): 0%
Em branco/nulo/nenhum para primeira vaga: 23%
Em branco/nulo/nenhum para segunda vaga: 32%
Não sabe para primeira vaga: 13%
Não sabe para segunda vaga: 22%

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários