Redação Pragmatismo
Cuba 25/Apr/2018 às 17:00 COMENTÁRIOS

Saúde em Cuba é modelo para o mundo, diz diretor da OMS

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) parabenizou Cuba por ter “um dos melhores sistemas de saúde do mundo” e afirmou que o que a ilha pratica é "modelo" para outros países

Saúde em Cuba é modelo para o mundo oms

Opera Mundi

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, parabenizou Cuba nesta segunda-feira (23/04) por ter “um dos melhores sistemas de saúde do mundo” e afirmou que o que a ilha pratica é “modelo” para outros países.

Só posso agradecer a Cuba pelo modelo de sistema de saúde, que faz dele um dos melhores do mundo”, afirmou o alto funcionário da organização durante a abertura da III Convenção Internacional de Saúde Pública de Cuba. O encontro contou com a presença do recém-empossado Miguel Díaz-Canel, que assumiu a presidência do país na última quinta-feira (19/04).

Tedros afirmou que a saúde é um direito humano que deve beneficiar a todos. No entanto, ressaltou que mais da metade do mundo necessita de atendimento médico de qualidade, levando muitas pessoas a ter que optar entre comer ou gastar com medicamentos. “Ninguém deveria escolher entre comprar comida ou medicação; ninguém deve escolher entre pobreza e saúde”, afirmou.

Carissa Etienne, diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), também esteve presente na abertura. Segundo ela, mais de um terço dos habitantes da América Latinanão tem acesso a serviços integrais de saúde. Nos anos de 2013 e 2014 mais de 1,2 milhão de mortes poderiam ter sido evitadas se fossem oferecidos sistemas de saúde acessíveis e de qualidade”.

É totalmente inaceitável que as crianças que pertencem a etnias indígenas enfrentam uma mortalidade infantil cinco vezes maior que a da população em geral por não terem acesso a saúde”, afirmou. Carissa também enfatizou a maior taxa de mortalidade entre as mulheres por causa dos riscos envolvendo a gravidez.

Saúde em Cuba

Em agosto de 2014, a OMS reconheceu que o nível de excelência e eficiência do sistema de saúde cubano é exemplo para todos os países do mundo.

Mesmo com recursos limitados e o impacto causado pelas sanções ao país, Cuba conseguiu tornar universal o acesso à saúde. Parte do sucesso do país na área se deve ao fato de que cerca de 10% do seu PIB é destinado à saúde, muito acima da verba destinada em países como Estados Unidos, Alemanha, França e Espanha.

Cuba baseia seu sistema de saúde na medicina preventiva, muito diferente do modelo curativo, que é adotado em diversos países, mesmo que seja considerado pouco eficiente e mais custoso.

Leia também:
Eleições em Cuba levam 80% da população às urnas
Trabalhadora que aprendeu a ler com método cubano diz que “vivia na escuridão”
Turismo em Cuba bate recorde histórico
Últimos dias em Havana: um filme com a cara das contradições de Cuba
Como um médico cubano está reduzindo o uso de antibióticos em aldeias indígenas
Os segredos da medicina cubana

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários