Redação Pragmatismo
PSDB 18/Apr/2018 às 16:22 COMENTÁRIOS

Justiça brasileira não é justa por aceitar denúncia contra Aécio Neves

Aceitar denúncia contra Aécio não torna Justiça brasileira justa. Enquanto não era cachorro morto, senador tucano recebeu forte blindagem, já Lula...

Justiça brasileira não é justa denúncia contra Aécio Neves

Por Luís Felipe Miguel, via Facebook

Aécio se tornou réu no Supremo, dizem as manchetes. Agora a justiça no Brasil deixou de ser injusta?

A resposta é não. Aécio Neves tornado réu é, na verdade, a demonstração final do quanto o judiciário brasileiro é incapaz de atingir as lideranças da direita.

1) À direita, os atingidos pela justiça são políticos inexpressivos ou decadentes, como é o caso de Aécio. Nem em seus melhores tempos ele teve uma fração da importância que Lula tem. Foi candidato presidencial sustentado pela força da mídia e do dinheiro, nunca alguém com liderança própria. Hoje, é o proverbial “cachorro morto”. Não se sabe sequer se terá condições de concorrer a deputado em Minas. O impacto da decisão do STF sobre Aécio, na eleição presidencial programada para outubro, é literalmente zero.

Saiba mais:
Cármen Lúcia salvou Aécio Neves em empate de 5 a 5
Aécio usava celulares laranjas para fazer ligações secretas, afirma Polícia Federal
Imagem de Aécio ‘espiando pela janela’ após ser salvo viraliza nas redes
Irmã e primo de Aécio Neves são soltos pelo STF
STF não investigará Aécio Neves porque “crime prescreveu”
Por que os inquéritos contra Aécio Neves não terminam nunca?
Decreto permite investigação de conta da família Neves em Liechtenstein
Escândalo de Furnas que envolve Aécio Neves se arrasta na Justiça há mais de 10 anos
UOL remove nome de Aécio momentos depois de mencioná-lo em manchete

2) A denúncia de que Aécio se beneficia do esquema de corrupção em Furnas, amparada em fartas evidências, tem mais de dez anos. A divulgação da conversa do senador do Leblon com Joesley Batista, aquela do “tem que ser um que a gente mata”, completa aniversário no mês que vem. Aécio continua livre, continua senador e continua sem ter que temer uma justiça célere. Já no caso de Lula, como se sabe, os processos são despachados antes de dar tempo de piscar.

3) Não foi a direita que elegeu uma presidente e a viu ser derrubada, no início do mandato, por um golpe parlamentar alimentado pela midia e pela Lava Jato e abençoado pelo Supremo. O fato de que o Judiciário permitiu o golpe e avaliza todos os retrocessos do governo Temer, por mais inconstitucionais que sejam, prova do lado de quais interesses ele está.

4) Por fim, o mais importante. A justiça justa investiga os suspeitos, decide de acordo com as provas e pune os culpados. Há fartos indícios de que Aécio é culpado: rastros de transações bancárias, documentos, gravações do próprio senador. Processá-lo e eventualmente condená-lo é simplesmente seguir as regras. Já Lula foi investigado apenas por ser Lula, antes de existir qualquer suspeita contra ele; foi condenado sem qualquer atenção às provas; e está sendo punido sendo inocente. Podem colocar na cadeia um milhão de Aécios, mas nada disso conserta esta arbitrariedade. #LulaLivre

Leia também:
O trâmite “diferenciado” dos inquéritos envolvendo tucanos
Polícia Federal estuda medidas contra delegado que sugeriu prisão de Aécio e Temer
Nos EUA, Sergio Moro explica por que não julga políticos do PSDB
Por que escândalos de corrupção envolvendo tucanos não avançam na Justiça?
A corrupção e os lugares de fala do PSDB
As maquiagens para omitir o PSDB da corrupção na Petrobras

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários