Redação Pragmatismo
Lula 27/Mar/2018 às 12:24 COMENTÁRIOS
Lula

Senadora que pediu violência contra a caravana de Lula nega incitação ao crime

Publicado em 27 Mar, 2018 às 12h24

Senadora Ana Amélia (PP) nega incitação de violência após vazamento de vídeo de discurso em que exige agressões contra a caravana de Lula pelo Sul do Brasil

Senadora que pediu violência caravana de Lula incitação

A senadora Ana Amélia explicou nesta segunda-feira (26) em plenário que jamais quis incitar a violência quando, ao se referir à caravana do ex-presidente Lula no Rio Grande do Sul, em discurso na convenção regional do PP gaúcho, pronunciou a frase ‘atirar ovo, levantar o relho, levantar o rebenque para mostrar onde está o Rio Grande, onde estão os gaúchos’.

Segundo ela, a frase deve ser interpretada no contexto de uma convenção partidária, que contou com a participação de correligionários de cidades por onde o ex-presidente Lula passou com sua caravana. A senadora afirmou que os que tentam usar esse fato para atacá-la são os mesmos que fizeram e ainda fazem provocações e praticam atos de violência.

Tentar transformar isso numa situação diferente do que ela significou é usar de má-fé para tentar me atingir, me caluniar e tentar colar em mim a pecha ou o selo ou o carimbo de uma pessoa radical, de uma pessoa que é defensora de atos de violência — disse.

Leia também:
O estranho impedimento da caravana de Lula em Passo Fundo
Ônibus de linha é atacado por milicianos por engano; alvo era Lula
Criança é estimulada a jogar pedra em ônibus de Lula
Vaza áudio de milicianos que atacam caravana de Lula: “Vamos derrubar o prédio”
Por que os fazendeiros gaúchos agridem Lula e seus seguidores?
Seguidoras de Lula são espancadas por milícias de direita em agressão covarde
Líder ruralista por trás dos ataques à caravana de Lula tem identidade revelada
Aluno que atacou caravana de Lula diz amar escola criada pelo ex-presidente
Armados com pistolas, homens tentam atacar caravana de Lula no RS

Senado Notícias

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

Comentários