Redação Pragmatismo
Lula 23/Mar/2018 às 12:05 COMENTÁRIOS

Seguidoras de Lula são espancadas por milícias de direita em agressão covarde

Milícias de direita agridem mulheres que estavam a caminho de manifestação pró-Lula no Rio Grande do Sul. Uma delas teve a bandeira arrancada das mãos e queimada, enquanto outra foi espancada e precisou ser hospitalizada. A vítima, que luta contra um câncer e faz radioterapia, teve que lutar também contra bandidos covardes

Caravana de Lula mulheres agredidas
Caravana de Lula já passou pelo Nordeste, Sudeste e agora está no Sul do Brasil

As agressões contra simpatizantes de Lula que acompanham a sua caravana no Rio Grande do Sul já foram denunciadas neste site há dois dias, mas alcançaram o ápice na última quinta-feira (22).

Uma nota oficial divulgada pelo PT-RS repudia o espancamento de duas seguidoras do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na cidade de Cruz Alta (RS).

Assinada pelo presidente estadual do PT, deputado federal Pepe Vargas, e pela líder da bancada na Assembleia, deputada estadual Stela Farias, a nota qualifica os agressores como “bandidos e covardes” e pede a todas pessoas que tenham registrado estas agressões a enviarem as imagens para que os responsáveis sejam identificados e punidos.

Leia a íntegra:

Bandidos e covardes

Um grupo de extremistas de direita do Rio Grande do Sul vem organizando protestos contra a caravana Lula desde Bagé, incitando o ódio e as agressões. Agem como bandidos ao atentarem contra a integridade física da militância e da população que participa das atividades. Ou alguém acha que esses sujeitos jogam pedras sem a intenção de machucar?

Ontem, em Cruz Alta, este grupo mostrou que além de bandidos são covardes, ao agredirem mulheres que se deslocavam na ida e na saída do ato, que estavam com bandeiras do PT.

Ieda Alves e Daniele Mendes, no começo do ato, foram agredidas. Arrancaram a bandeira da Daniele e queimaram. Ieda foi derrubada no chão e só não foi espancada porque a Brigada chegou e agiu. Elas fizeram Boletim de Ocorrência.

Suzana Machado Ritter foi atacada quando estava indo para a manifestação. Ela estava sozinha foi cercada, arrancaram sua bandeira Eles roubaram minha bandeira e a derrubaram. Suzana conta que maior que a dor das escoriações é a dor de ver destruída a bandeira que tinha desde 1989 e que era autografada pelo presidente Lula.

Deise Miron voltava do ato para casa. Foi espancada e teve que ser hospitalizada. Lutando contra um câncer e fazendo radioterapia, teve que lutar também contra bandidos covardes.

O Partido dos Trabalhadores do RS e a Bancada do PT RS manifestam seu repúdio à violência que vem sendo praticada por esta minoria que tem agido na chegada da caravana nas cidades. Uma minoria que não representa a maioria da população que quer Lula presidente e que rejeita o ódio e a violência.

Conclamamos a todas pessoas que tenham registrado estas agressões a nos enviarem as imagens para que os responsáveis sejam identificados e punidos. Não podemos permitir que esta minoria bandida e covarde ameace a vida das pessoas. Não vão nos intimidar. Toda força à Ieda, Daniela e Deise que representam as valorosas mulheres militantes do PT e dos movimentos sociais. A caravana Lula vai passar. Machistas, fascistas, não passarão.

Pepe Vargas – Executiva Estadual do PT RS
Stela Farias – Bancada do PT na ALRS.

VEJA TAMBÉM:
Armados com pistolas, homens tentam atacar caravana de Lula no RS
Aluno que atacou caravana de Lula diz amar escola criada pelo ex-presidente

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários