Redação Pragmatismo
Redes Sociais 27/Mar/2018 às 20:14 COMENTÁRIOS
Redes Sociais

Netflix rebate filho de Bolsonaro sobre possível série com o seu pai

Publicado em 27 Mar, 2018 às 20h14

Resposta da Netflix ao filho de Bolsonaro sobre possível série protagonizada pelo seu pai viralizou na internet. Constrangido, deputado sugere ter entrado em contato com a presidência da plataforma para esclarecer o episódio

Netflix série Bolsonaro

João Vitor Figueira, AdoroCinema

Flávio Bolsonaro (PSL), deputado estadual pelo Rio de Janeiro, recebeu uma resposta nada amigável da Netflix ao sugerir que a empresa estaria interessada em produzir uma série sobre seu pai, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

“Se a esquerda está apavorada com a série Mecanismo, imagina se eles soubessem que a Netflix Brasil poderia estar interessada em fazer uma série sobre Bolsonaro”, escreveu o político carioca em seu perfil no Twitter, onde se descreve como “reacionário (“reajo a tudo que não presta, como a esquerda, por exemplo”.

Conhecida pela forma espirituosa como usa as redes socais, seu principal veículo de divulgação de novas atrações e contato com o público, o perfil oficial da Netflix no Brasil respondeu o parlamentar de forma simples e debochada: “Você está louca, querida”.

A fala inicial de Flávio Bolsonaro reverbera uma recente controvérsia sobre a série O Mecanismo, que é inspirada nas investigações da Operação Lava Jato.

A atração atraiu polêmica ao atribuir a um personagem inspirado no ex-presidente Lula uma fala proferida pelo senador Romero Jucá (MDB-RR) em conversa gravada com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado na qual sugere um acordo para deter os avanços da investigação e “estancar a sangria” da Lava Jato.

Jucá, líder do governo no Senado e aliado do presidente Michel Temer, é um rival político de Lula. Portanto, o fato de O Mecanismo associar as aspas ao petista, mesmo que indiretamente, foi classificado como uma desonestidade por ativistas de esquerda.

A ex-presidente Dilma Roussef acusou a atração de propagar fake news e assassinar reputações. José Padilha, um dos criadores da série, defendeu o polêmico diálogo, dizendo que o “esse é um debate boboca”: “Essa turma nāo entendeu que a série é uma crítica ao sistema como um todo e nāo a esse ou àquele político ou a qualquer grupo partidário”.

Depois de “tomar um fora” da Netflix e ser desmentido publicamente pela Netflix, Flávio Bolsonaro alegou que teria como provar que a companhia queria mesmo fazer uma série sobre Jair Bolsonaro. “Olha que eu tenho testemunhaS hein!!!”, escreveu o deputado estadual, com ênfase no plural.

Até o fechamento desta notícia, a resposta da Netflix a Flávio Bolsonaro teve 125 mil curtidas, contra 6,8 mil curtidas da publicação original do parlamentar.

Jair Bolsonaro, pai de Flávio, é um dos presidenciáveis na disputa pelo Palácio do Planalto em 2018. Pré-candidato à Presidência da Presidência da República pelo PSL, Bolsonaro lidera as pesquisas no primeiro turno em um cenário sem Lula.

Conhecido por suas defesa de pautas conservadoras e declarações machistas e homofóbicas, Bolsonaro aprovou apenas dois projetos como deputado federal entre 1991 e 2017 e é réu no Supremo Tribunal Federal por apologia ao crime de estupro e por injúria.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

Comentários