Redação Pragmatismo
EUA 20/Mar/2018 às 10:26 COMENTÁRIOS

Menina de 13 anos é assassinada pelo irmão de 9 com arma de fogo

Menino de 9 anos atira e mata irmã de 13 por causa de videogame. A garota foi atingida com um tiro na parte de trás da cabeça, que perfurou seu cérebro. O caso aconteceu no estado do Mississipi, nos EUA

menino mata irmã videogame

Um menino de apenas 9 anos matou a irmã de 13 em um crime chocou os Estados Unidos neste fim de semana e reacendeu o debate sobre o porte irrestrito de armas no país. As informações são do The Washington Post e da ABC News.

O irmão atirou na cabeça da menina porque ela teria se recusado a entregar o controle do videogame. O caso aconteceu no estado do Mississipi, sul dos Estados Unidos.

Segundo a polícia, Dijonae White foi atingida com um tiro na parte de trás da cabeça, que perfurou seu cérebro. A garota ainda foi levada em estado crítico para um hospital de Memphis, Tennessee, mas não resistiu e morreu no domingo (19).

No momento do crime, a mãe dos jovens estava em outro cômodo da casa, alimentando o filho menor. As autoridades não sabem dizer como o garoto conseguiu acesso à arma, uma pistola de calibre .25, nem como ele será punido pela morte da irmã.

A polícia afirmou que ainda está investigando as circunstâncias do assassinato. “Esta é uma nova área para nós, nunca lidamos com uma criança atirando em outra criança aos nove anos de idade”, disse o cherife Cecil Cantrell à imprensa local.

“Suponho que ele tenha visto isso em videogames ou na TV. Não sei se ele sabia exatamente o que poderia acontecer. Não posso responder [a essa pergunta]. O que eu sei, sim, é que é uma tragédia.”

Incidentes similares não são raros nos Estados Unidos, onde o debate sobre o controle de armas prossegue, especialmente pelos repetidos e trágicos tiroteios em centros de ensino.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários