Redação Pragmatismo
Música 22/Mar/2018 às 09:02 COMENTÁRIOS

Cartaz divulgado pelo Pearl Jam critica a intervenção no Rio e faz sucesso nas redes

Pearl Jam: cartaz divulgado pela banda antes da apresentação no Maracanã causou polêmica. Maioria dos fãs elogiou, mas alguns se posicionaram contra. Artista diz que é 'homenagem às pessoas da favela que vivem 'desigualdade obscena'

Pearl Jam pôster maracanã
(Imagens: Ulysses Padilha e Ravi Zupa)

A banda Pearl Jam se apresentou na noite desta quarta-feira (21) no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

“Estamos muito felizes em estar de volta a Maracanã. Vendo vocês percebemos o quanto sentimos saudade. Sempre pensamos no Brasil e adoramos tocar aqui para vocês”, declarou o vocalista Eddie Vedder, falando em português.

Há três décadas no comando da banda, Vedder entregou para o público do Rio, onde não pisava desde 2015, sucessos como Alive e Evolution, parte da setlist divulgada com antecedência.

Uma polêmica, no entanto, precedeu a apresentação da banda na noite de ontem. Um dia antes, um pôster criado pelo ativista Ravi Zupa foi divulgado pelo perfil oficial do Pearl Jam no Instagram.

O cartaz fez muito sucesso entre os seguidores da banda, mas alguns fãs disseram não gostar.

“Sempre extremamente críticos e conscientes das mazelas do país/cidade ao qual vão se apresentar! Na última vez que estiveram aqui foram duríssimos com a tragédia de Mariana! E também apontam o dedo para o seu país. Quem não se lembra ao final de Black em 2005 que eles falaram que quando voltassem ao Brasil o mundo seria melhor porque George Bush não seria mais presidente dos EUA? Respeito máximo à esses caras e sem muito ‘mimimi’ ao poster!”, escreveu um fã.

Um internauta criticou a divulgação do pôster: “Sou fã da banda (músicas). Apesar do que está escrito na parte de trás do pôster, acredito que a imagem simboliza uma clara e velada crítica a intervenção militar. Foram infelizes na postagem. Desconhecem a nossa realidade.”

Enquanto outro reagiu a quem criticou a banda por publicar a imagem: “Não entendo o choro por causa da arte. É pra querer mostrar que o Brasil é perfeito? Nós ‘tamo é fodido’ mesmo e só sendo doente pra não aceitar isso.”

Depois da repercussão, o Pearl Jam explicou a imagem: “Essa peça é uma homenagem ao Rio de Janeiro – particularmente às pessoas das favelas da cidade que, apesar da desigualdade obscena, encontrou uma maneira de construir cidades nas montanhas.“.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários