Redação Pragmatismo
Governo 29/Jan/2018 às 16:25 COMENTÁRIOS

Em iate, cercada por “saradões”, Cristiane Brasil “jura” inocência

"Esse vídeo chega a ser surreal [...] de tão tosco chego a achar que é algum quadro de programa de humor", surpreenderam-se internautas. Filha de Roberto Jefferson protagoniza mais uma cena patética em sua saga para assumir o Ministério do Trabalho

Cristiane Brasil barco vídeo iate

A deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) diz jurar que não achava que “tinha nada para dever” aos dois ex-motoristas que a processaram na Justiça do Trabalho.

Em um vídeo (assista abaixo) que circula nas redes sociais, gravado em um barco e entre amigos, Cristiane se defende das acusações e afirma que vai provar ser inocente.

Todo mundo tem direito de pedir qualquer coisa na Justiça. Todo mundo pode pedir qualquer coisa abstrata. [Mas] O negócio é o seguinte: ‘quem é que tem direito?’, ainda mais na Justiça do Trabalho. Eu, juro pra vocês, eu juro pra vocês, que eu não achava que eu tinha nada para dever para essas duas pessoas que entraram [com ação] contra mim. E eu vou provar isso em breve“, declarou Brasil.

Na internet, o vídeo virou motivo de piada e muitos consideraram que a divulgação do vídeo foi um tiro no pé.

Esse vídeo chega ser surreal; que patetice sem tamanho! Que mulher sem noção! Olha em que circunstâncias ela foi fazer esse vídeo; é para ofender a inteligência alheia“, publicou um internauta.

A mulher é completamente sem noção. O país está desgovernado. De tão tosco chego a achar que é algum quadro de programa de humor. Parecem aqueles esteriótipos de madames megeras de novela que vc acha ridículo de tão inverossímil“, escreveu outro.

Entenda

Filha do ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB e condenado no processo do mensalão, Cristiane Brasil foi anunciada como ministra pelo presidente Michel Temer no dia 3, mas tem enfrentado uma batalha na Justiça para assumir a pasta.

No 4º dia deste ano, a parlamentar foi indicada para assumir o Ministério do Trabalho. No entanto, a posse foi suspensa pela Justiça justamente porque ela responde a esses processos trabalhistas.

O caso já foi avaliado, inclusive, pela ministra e presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, que decidiu de forma monocrática impedir a nomeação para a pasta da União.

VÍDEO:

Arrependido?

O presidente Michel Temer disse que não se arrepende de ter nomeado a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) para ser ministra do Trabalho. Em entrevista à rádio Bandnews nesta 2ª feira (29.jan.2018), afirmou que seria de “bom tom” se o STF (Supremo Tribunal Federal) liberasse a posse da deputada. Cristiane já foi condenada em processos trabalhistas.

Me sinto à vontade para dizer de público: creio que seria de bom tom que tivéssemos essa vitória. Que não é vitória do governo, mas do sistema jurídico, da harmonia entre os Poderes“, disse.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários