Redação Pragmatismo
Tragédia 29/Jun/2017 às 10:38 COMENTÁRIOS

Mulher mata companheiro acidentalmente em vídeo ao vivo com disparo de arma

Jovem grávida mata namorado com disparo de arma de fogo em brincadeira ao vivo para o Youtube que deu errado. Dezenas de pessoas assistiram à tragédia. A filha do casal, de apenas 3 anos, também testemunhou o assassinato do pai

mulher mata namorado ao vivo
Monalisa e Pedro minutos antes da tragédia

Uma ‘brincadeira’ protagonizada por um casal de Minnesota (EUA) e transmitida ao vivo pelo Youtube deu errado e acabou em tragédia.

Monalisa Perez, de 19 anos, matou o companheiro Pedro Ruiz, de 22, durante a gravação de um vídeo.

Cerca de 30 pessoas assistiram a transmissão, além da pequena filha do casal, de apenas 3 anos. As informações são da rede CNN.

Monalisa Perez, que está grávida, foi detida na noite de segunda-feira, e indiciada por homicídio nesta quarta-feira. Ela pode pegar uma pena de até 10 anos de prisão.

A jovem ligou para a polícia, na segunda, para avisar que tinha atirado acidentalmente no peito de Pedro. Quando os oficiais chegaram lá, o jovem ainda estava vivo, mas ele morreu pouco depois no local.

Livro no peito

Monalisa contou à polícia que eles estavam gravando um vídeo em que ela atirava em um livro, segurado pelo namorado, em frente ao seu peito. A ideia teria sido de Pedro, que acreditava que o livro ia parar a bala.

Na segunda-feira, ela publicou uma mensagem no Twitter contando que os dois planejavam filmar “um dos vídeos mais perigosos de todos os tempos”, e ressaltando que a ideia era dele.

Os dois criaram um canal no Youtube em março para contar sua rotina. Os vídeos, geralmente, continham piadas e desafios. O canal tem pouco mais de 300 inscritos.

Em depoimento às autoridades, Monalisa revelou que eles haviam testado a ideia, e que a bala não atravessou o livro. Mas, na hora da filmagem, Pedro teria levado um livro diferente. Duas câmeras filmaram a cena, e foram entregues para a polícia.

‘Apaixonados’

Claudia Ruiz, tia de Pedro, contou ao canal de TV “WDAY” que o sobrinho tinha lhe contado sua ideia, falando que o objetivo deles era ganhar mais seguidores para ficarem famosos.

“Ele me contou, e eu disse ‘Não faça isso. Não fala isso. Por que você vai usar uma arma? Por que?’. Eles estavam apaixonados. Foi uma pegadinha que deu errado”, afirmou.

Na última semana, Monalisa disse aos seus seguidores que era uma “benção” ter seu marido em casa para o nascimento do seu segundo filho, previsto para setembro.

Disparo e arma

Segundo a rede britânica BBC, o procurador James Brue descreveu o livro usado na “brincadeira” como uma enciclopédia de capa dura e disse que a arma usada era uma pistola Desert Eagle de calibre 50.

VEJA TAMBÉM: Defensora do porte de armas mata as duas filhas e inflama debate nos EUA

O disparo único foi feito a cerca de 30 centímetros de distância e em meio à movimentação dos vizinhos para assistir à cena em sua casa em Minnesota.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários