Redação Pragmatismo
Preconceito social 05/May/2017 às 13:31 COMENTÁRIOS

João Doria promete emprego a morador de rua humilhado por guardas municipais

João Doria visita morador de rua agredido e humilhado por guardas municipais e promete emprego. Vítima teve o punho fraturado e seus pertences foram levados

João Doria morador de rua
João Doria gravou visita que fez ao morador de rua Samir Ali Ahmed Sati

Após repercussão da agressão da Guarda Civil Metropolitana (CGM) de São Paulo a um morador de rua (relembre aqui), o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), foi às redes sociais para se pronunciar sobre o caso.

Nesta quinta-feira (4), em vídeo publicado em sua conta no Facebook, o tucano aparece ao lado da vítima Samir Ali Ahmed Sati e de sua esposa, Mirella Nunes.

Sati, de 40 anos, fraturou um punho e precisou ser atendido em um pronto-socorro após a ação da GCM. Em vídeo divulgado nas redes sociais nesta quarta-feira (3), um grupo de guardas civis aparecem agredindo o homem em situação de rua durante uma ação para recolher seus pertences. O registro provocou revolta nas redes e foi compartilhado milhares de vezes por usuários.

“Foi uma agressão absolutamente covarde”, afirmou o prefeito no vídeo publicado neta quinta. Ele garantiu que na próxima segunda-feira, dia 8, Mirella vai passar por um treinamento de profissionalização.

João Doria teria ainda afirmado que a Prefeitura Regional do Jabaquara vai devolver os pertences de Samir e que ele já estará empregado assim que se recuperar da fratura no punho.

Decreto contra moradores de rua

Apesar de ter mobilizado sua equipe de marketing para registrar sua visita a Samir Ali Ahmed Sati, João Doria omitiu que a agressão da CGM contra a vítima está diretamente relacionada a um decreto assinado por ele próprio, em janeiro de 2017.

Na ocasião, o prefeito tucano determinou que a Guarda Municipal retirasse cobertores de moradores de rua, prática que estava proibida na gestão Fernando Haddad após cinco mendigos morrerem de frio.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários