Redação Pragmatismo
Compartilhar
Saúde 29/Nov/2013 às 16:35
25
Comentários

A história do médico cubano sabotado por duas médicas brasileiras

A história do primeiro médico cubano que foi sabotado por duas médicas brasileiras (mas não deu certo)

médico cubano isoel gomez molina
O médico cubano Isoel Gomez Molina (Reprodução)

Por Kika Castro*

Acompanhem comigo este caso.

A diarista Gilmara Santos foi a um posto de saúde no bairro Viveiros, em Feira de Santana (BA), para que seu filho recebesse atendimento.

Lá encontrou o médico cubano Isoel Gomez Molina.

Ele atendeu a mãe e a criança de forma atenciosa, receitou dipirona para o tratamento e explicou detalhadamente a Gilmara como ela deveria aplicar o medicamento. Nas palavras dela:

“Ele me atendeu muito bem. Ele tratou meu filho super bem, porque tem médico que nem olha na cara da mãe e nem da criança. Ele me explicou direitinho como dar o remédio, disse ainda que a quantidade de gotas é definida a partir do peso da criança. Ele prescreveu 40 gotas, mas foi apenas um erro. Ele me disse exatamente o que eu deveria fazer, que era para dar apenas 10 gotas.”

Na receita entregue a ela, dizia que deveria dar ao filho 40 gotas de dipirona — “não em dose única, mas divididas em quatro vezes, a cada seis horas, em caso de febre e dor”. Além de escrever desta forma, deixando claro que cada dosagem seria de 10 gotas, ele explicou direitinho à mãe, durante a consulta, e ela entendeu bem.

Leia também

Eis que, ao ver a receita, outra médica — esta brasileira — “entendeu” que o médico havia sugerido uma dose única de 40 gotas, tirou uma foto da receita médica — que é um documento particular do paciente — e a publicou na internet, em uma rede social. Em seguida, um vereador, chamado José Carneiro (PSL), viu a foto na rede social e resolveu denunciá-la na Câmara Municipal e para a imprensa. Quando perguntado por repórteres, ao que tudo indica, mentiu, dizendo que Gilmara é que o tinha procurado para fazer a denúncia, o que ela negou veementemente.

Nas palavras de Gilmara, mais uma vez:

“Quando eu voltei, uma outra médica me atendeu. Como eu ando em mãos com todas as receitas que passam para meu filho, eu cheguei a mostrar para essa médica, que chamou outra colega. Aí elas tiraram uma foto e postaram na internet. Foi aí que o vereador ficou sabendo e tudo isso começou. Acho que isso é uma postura antiética da médica. Querem prejudicar os cubanos, porque eles atendem bem.”

Além de Gilmara, cerca de 300 moradores de Viveiros fizeram um abaixo-assinado em defesa do médico cubano e pedindo sua continuidade no posto de saúde da comunidade. Os enfermeiros do posto de saúde organizam uma festa para ele, que voltará ao trabalho hoje, porque, nas palavras de uma enfermeira ”ele é um médico que chegou e que nós adotamos pelo carisma que ele tem, pela bondade que ele apresentou com a gente e pela presteza em não atender de cara feia”.

O resumo que entendi dessa história toda: o médico, que teve nome e foto expostos como um criminoso, que apareceu no telejornal como “o médico que receitou dose errada“, merece, na verdade, um prêmio, pelo excelente atendimento que vem prestando, conforme os enfermeiros, Gilmara e as outras 300 pessoas da comunidade. O vereador, que mentiu ao declarar que Gilmara havia procurado ele, não sofrerá qualquer punição. E as outras médicas, as brasileiras, que agiram de forma antiética ao divulgar em uma rede social a foto de uma receita de paciente que nem era dela, que tiveram nomes e imagens preservados, tampouco sofrerão qualquer punição, nem mesmo de seu Conselho Regional de Medicina. Eu gostaria de saber quem são elas, será que alguém pode me dizer? Não quero, jamais, correr o risco de ser atendida por alguma delas e ver minha receita médica numa página do Facebook.

Pra mim, este caso concreto do “primeiro profissional do Mais Médicos afastado”, como se noticiou com alarde — que na verdade poderia ser o “primeiro médico sabotado do Mais Médicos”, já devidamente inocentado (de cara, pela própria suposta vítima) e já devolvido a seu consultório — ilustra com perfeição tudo o que foi debatido neste blog, entre julho e agosto.

*Kika Castro é jornalista e autora do blog Kikacastro. Texto autorizado para publicação em Pragmatismo Politico

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 29/Nov/2013 às 16:48

    Devemos publicar a foto destas mérdicas idiotas para que seus pacientes saibam que tipo de gente está cuidando da saúde delas.

    • Gobette Postado em 29/Nov/2013 às 19:45

      Thiago, não sei se vc errou, mas que soou de modo muito adequado, disso não tenha dúvidas: mérdicas.

      • Thiago Teixeira Postado em 30/Nov/2013 às 10:46

        kkkkkkkkkkkkkkkk desta vez foi proposital mesmo!

    • Eduardo Abreu Postado em 30/Nov/2013 às 15:12

      Tem que publicar fotos coisa nenhuma tem é que se abrir um processo crime contra elas e o tal vereador, o médico cubano ou não foi acusado de um crime grave e vai ficar impunes quem o acusou injustamente. Não tem cabimento e nem lógica.e

  2. Bruno Flima Postado em 29/Nov/2013 às 16:56

    Lamentável!! Um profissional que estuda no mínimo 6 anos para prestar serviços e auxílio ao próximo, ter uma atitude totalmente ignorante e preconceituosa. Pelo que parece não foi um erro o médico, apenas uma deixa para uma antiprofissional agir e má fé. Ninguém denuncia os erros cometidos pelos médicos brasileiros, e nem o corporativismo existente entre eles na ora e julgar um colega de profissão que agiu com negligência! Lamentável! Mengeles brasileiros!! SEJAM BEM VINDOS MÉDICOS CUBANOS. ISSO AQUI É BRASIL, UM LUGAR EM DECOMPOSIÇÃO!!!

  3. Marçal Postado em 29/Nov/2013 às 17:38

    Tenho é dó dos médicos brasileiros, por sua tamanha ignorância e soberba. Vai ver porque a maioria é vinda de berço de ouro. Sem falar no preconceito com os próprios pacientes. Minha namorada uma vez, tossiu sangue, e no consultorio ficamos pasmos, pois o médico nem olhou na nossa cara e nenhum momento, e examinou a garganta dela com um Iphone.

  4. pedro Postado em 29/Nov/2013 às 18:11

    O artigo é quadruplamente rico. Primeiro por demonstrar o preconceito das médicas brasileiras contra o cubano. Segundo, porque deixa claro que elas estão dispostas a deixar esse pré-julgamento contaminar a simples interpretação da receita, que passa pela aritmética básica. Terceiro, consequência do segundo, por demonstrar certa incapacidade técnica das brasileiras, refutando a noção de que são melhor preparadas. Quarto, deixando o leitor saber de qual lado os locais ficaram no quiprocó.

  5. Ordeli rodrigues Postado em 29/Nov/2013 às 18:32

    Se este fato é real,considero caso de policia!!!!! E este vereador deveria ser cassado,pois divulgou algo com unico intuito polico,sem levantar a veracidade dos fatos!!!! leviano!! Nota: considerando que a reportagem esteja expressando fatos reais!!!

    • Maria Aparecida Jube Postado em 29/Nov/2013 às 20:54

      Ordeli, infelizmente esse fato é verdadeiro, os canais de TV que deram a notícia mentirosa como verdadeira com todo estardalhaço, não tiveram a dignidade de divulgar que tudo não passou de maldade de duas médicas coxinhas despeitadas e um vereador que não merece os votos que recebeu de sua comunidade.

  6. renato Postado em 29/Nov/2013 às 18:52

    Grande Vereador José Carneiro e Gilmara, paladinos da Justiça. Justiça - ops - não possoa mais usar esta palavra, vou usar outra. Paladinos da Verdade..

  7. Eduardo Postado em 29/Nov/2013 às 21:00

    Viva os medicos estrangeiros !!! So uma pergunta quantos medicos brasileiros sao convidados para trabalhar nos melhores hospitais do mundo !!! Quantos medicos brasileiros trabalham nos melhores hospitais do mundo !!

    • José Ferreira Postado em 30/Nov/2013 às 10:15

      Se for assim então pode colocar a Dilmão para ser atendida por esse açougueiro. Se é bom para os moradores da periferia da Bahia, é bom para a presidente.

      • Luiggi Postado em 30/Nov/2013 às 10:47

        E vc, José, pode ser encaminhado para os veterinários do canil da prefeitura. Com todo o respeito aos cães, gatos e demais animais que por lá passam.

      • José Henrique Postado em 30/Nov/2013 às 15:01

        José Ferreira, você é boçal assim mesmo ou tá de brincadeira? "Açougueiro"??? De onde você tirou isso? Das suas entranhas? Do cérebro não deve ter sido....

      • José Henrique Postado em 30/Nov/2013 às 15:01

        José Ferreira, você é boçal assim mesmo ou tá de brincadeira? "Açougueiro"??? De onde você tirou isso? Das suas entranhas? Do cérebro não deve ter sido....

      • José Ferreira Postado em 30/Nov/2013 às 16:12

        De acordo com a lógica da Dilmão, veterinários são mais que o suficiente para atender os pobres da periferia. Colocar o SUS no padrão "Sírio-Libanês" ninguém quer.

      • Joshua Postado em 07/Jan/2014 às 14:43

        Este Senhor José Ferreira deve fazer parte desta classe detestável dos médicos, que acha que os médicos de outro país são piores que eles. Já estão dizendo que no inferno já existem mais médicos brasileiros do que políticos brasileiros. A concorrência esta grande talvez por causa de seres como este aí.

  8. Caio Postado em 30/Nov/2013 às 10:28

    É é, médico estrangeiro dando uma aula de humildade, em que o ser humano trabalha para o outro, e não trabalhar por status e para ter mais direitos que, em suas palavras, "a ralé"

    • Eduardo Abreu Postado em 30/Nov/2013 às 15:19

      Se Chê fosse vivo essas duas companheiras dele estariam fritas....Isto que está acontecendo é opressão, discriminação, lobby, coorporativismo, e até uma dose de medo de perder espaço, pois quem faz por amor faz bem feito e ganha sem fazer muito esforço, pois Deus ajuda.

      • José Ferreira Postado em 30/Nov/2013 às 16:14

        Deus? Agora aqui virou espaço para pregação!!! Vá postar no sítio da universal, mundial, via-láctica e o escambau...

  9. Carlos Prado Postado em 30/Nov/2013 às 19:57

    Como assim não é espaço de pregação? Pode não ser desta religião, mas sim da religião marxista. Que é muito parcial este blog, sempre que possível distorcendo algo a seu favor, não há como negar. No mais resta-nos ser coerentes e concordar com algumas posturas aqui tomadas, como o apoio ao programa de presidente e aos médicos cubanos. Porém deve-se tomar cuidado com o fundamentalismo tomado aqui pelos que dizem discordar de qualquer postura fundamentalista(exceto a própria, que pouco veem) e que foram ouvidos apenas em lendas do século xix.

  10. Lucas Postado em 01/Dec/2013 às 08:44

    Não existe essa de prescrever do jeito que quiser. EXISTE UM PADRAO PRA PRESCRIÇAO! Eu não posso prescrever como eu acho ou entendo melhor! PRESCREVEU ERRADO! O que vale na justiça é o que ta escrito e não o que foi "falado para paciente". Tem que ser muito ignorante ou não entender nada de medicina pra acreditar nessa. Deve ser prescrito a dose a ser tomada a cada vez e não a dose fiaria. ISSO NAO EXISTE EM NENHUM LUGAR DO MUNDO. Alem disse tem que ser prescrito a via de administração, o espaço entre as doses e por em alguns casos a quantidade de dias a ser tomada. Entao o cubano ERROU SIM e ERROU FEIO!

    • Luciana Postado em 01/Dec/2013 às 14:47

      Em Cuba a prescrição é feita com a dose total diária, e não fracionada. Ele não errou, apenas não estava inteirado da forma como se prescrevem medicamentos aqui no Brasil.

      • José Ferreira Postado em 01/Dec/2013 às 17:52

        Essa é a desculpinha dos que querem defender o indefensável. É açougueiro isso sim. Ainda bem que a criança não morreu.

      • Rubens Postado em 02/Dec/2013 às 22:25

        José Ferereira, "pena que as duas médicas brasileiras nao morreram", ficaria melhor. Sao duas bandalheiras sem caráter e sem a mínima ética. E tenho dito!