Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 10/Jan/2012 às 15:58
10
Comentários

Papa Bento XVI diz que casamento entre homossexuais ameaça futuro da humanidade

Deputado rebate: ‘Ameaça ao futuro da humanidade são o fascismo, as guerras religiosas, a pedofilia e os abusos sexuais praticados por membros da Igreja e acobertados por ele mesmo’

Papa Bento XVI e o casamento gay

Papa Bento XVI e o casamento gay

O papa Bento 16 disse que o casamento homossexual ameaça “o futuro da humanidade” porque as crianças precisam viver em “ambientes” adequados”, que são a “família baseada no casamento de um homem com uma mulher”.

Trata-se da manifestação mais contundente de Bento 16 contra a união homossexual. Ela foi feita ontem (9) durante um pronunciamento de ano novo a diplomatas no Vaticano.

“Essa não é uma simples convenção social”, disse o papa. “[Porque] as políticas que afetam a família ameaçam a dignidade humana.”

Leia também

O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) ficou indignado com a declaração de Bento 16, que é, segundo ele, suspeito de ser simpático ao nazismo.

“Ameaça ao futuro da humanidade são o fascismo, as guerras religiosas, a pedofilia e o abusos sexuais praticados por membros da Igreja e acobertados por ele mesmo”, disse.

Paulopes & agências.

Recomendados para você

Comentários

  1. la viea mon avis Postado em 11/Jan/2012 às 11:22

    ...o papa deveria se preocupar é com a pedofilia dentro da igreja catolica.

  2. WILLIAM Postado em 11/Jan/2012 às 22:17

    Vocês realmente, realmente, realmente acreditam que a igreja um dia irá vir a público e dizer: "- Ok, nós admitimos e aceitamos a partir de hoje a união homossexual."
    Poxa, o único meio da igreja aumentar o número de fiéis é tendo mais pessoas cristãs no mundo e pelo que eu saiba, união homossexual (ainda) não tem reprodução.

    A união homossexual tem parar de querer convencer qualquer religião em aceitá-la, tem que se focar na aceitação das pessoas. Se o Estado e a Justiça aceitar a união homossexual, o clero não terá como impedir mesmo não aceitando.

    Outro detalhe é esquecer o termo casamento, a igreja nunca aceitará o casamento homossexual na igreja. O caminho da união homossexual é o cívil que tem o mesmo valor de um casamento religioso.

  3. ZazáMarques Postado em 12/Jan/2012 às 23:45

    Será que Ele já buscou se informar mais?
    Por exemplo:
    http://www.youtube.com/playlist?list=PL6B66B1C7B654F0D0

  4. UlissesTutu Postado em 13/Jan/2012 às 00:19

    William, concordo contigo, na questão da aceitação da Igreja Católica, isso é da responsabilidade SOMENTE dos membros da Igreja Católica, sejam eles pessoas de fé religiosa, que acreditam numa transcendência e no direito tanto deles acreditarem na sua religião quando no direito de outras pessoas não acreditarem e poderem viver da maneira que querem, com o direito de ir pro inferno, se for o caso, acho que o que deixa algumas pessoas indignadas, a mim me deixa, pode crer, é o discurso da AMEAÇA AO FUTURO DA HUMANIDADE, para dizer que discordo da vida de alguém, que não quero para a minha vida o que outra pessoa quer para a vida dela, eu não preciso dizer que aquela pessoa é uma AMEAÇA AO FUTURO DA HUMANIDADE, mais do que isso, eu não tenho o DIREITO de dizer que uma pessoa que, pacificamente discorda de mim é uma AMEAÇA... Mas se o ponto da discussão fosse esse, o de uma suposta tentativa das pessoas de que a Igreja Católica ACEITE, eu estou totalmente de acordo contigo, seria um debate infrutífero...

  5. UlissesTutu Postado em 13/Jan/2012 às 00:23

    Faço esse adendo democrático simplesmente pelo fato de considerar que é perigoso - pela leitura rasa da história da humanidade - quando chefes de estado dizem que um grupo de pessoas, que querem viver suas vidas de maneira independente das decisões e padrões culturais pregados por esses chefes de estado, é uma AMEAÇA, normalmente o que ocorre depois são GUERRAS... e as guerras e inquisições são bem documentadas na história da humanidade... não são desejáveis (a não ser na busca do lucro, é claro, não em benefício da humanidade)...

  6. Marcelo Postado em 25/Feb/2012 às 19:43

    A maioria dos padres só são padres para fugir do homossexualismo

  7. Camila Postado em 02/Mar/2012 às 09:40

    O que a Igreja quer não é aumentar o número de fiéis, mas sim ajudar almas a alcançarem a Salvação.

  8. Wanderson Nunes Da Silva Postado em 07/Mar/2012 às 12:33

    Coitado do Papa almas realmente é uma ameaça ao futuro da humanidade a homossexualidade afinal disse Deus crescei e multiplicai-vos e deixe as multiplicações para o vaticano cuidar o maior latifundiário do mundo em cima da miséria do povo deveria se preocupar com a fome, doenças e afins, quanto a salvação de almas a mesma diz a bíblia é individual, cada ser dará conta de seus atos diante de Deus.Pregar contra determinados pecados usando dogmas religiosos e ocultados outros é ridículo e hipocrisia. Santo Líder pregue que roubo, mentiras, adultérios, fornicação, exploração da fé, usar dízimos em benefícios próprios, matar, não fazer o bem que devo fazer é também pecado. Você já ouviu ele pregando sobre isto ? Que tal em suas viagens ele mencionar isto ao líderes mundiais , acho que não vai dar pra fazer afinal a igreja recebe tantos favores destes pecadores indultados, que é melhor tapar o sol com a peneira e atacar as minorias....

  9. Amanda Postado em 31/Mar/2012 às 12:13

    Não acredito que os homoafetivos estejam querendo se casar na igreja. E sim o reconhecimento da sua união: Que a igreja para de pregar contra esta união. Acho ridículo isso. Não acredito que este Deus, seja um Deus que pregou o preconceito, a discriminação. Por mim ele era um Deus de "paz e amor", da união, pelo menos foi isso que aprendi enquanto frequentei a igreja quando jovem. Sou favorável a união homoafetiva. O ESTADO BRASILIERO É LAÍCO. Por isso a religião deve ser esquecida para o interesse da nação, mas acontece que a religião dos nossos legisladores aparecem sempre.

  10. Paulão Porrada Postado em 16/Apr/2012 às 18:42

    Papinha Sebento XVI deve entender que com a união de homossexuais vai diminuir as vocações sacerdotais e consequentemente os abusos dos Padrecos nos coroinhas... Este Papa é uma sumidade mesmo. Não é o amor que importa, o que importa é uma tradição arcaica que proibe o Sacerdocio das Mulheres, o casamento dos Padrecos, a Terra como centro do Universo e não redonda... Pessoinha de peso para opinar neste assunto... Afinal ele é um poço de humildade (com o seu sapatinho de Arminho) e desapego ao poder (nunca fez questão de ser Papa). Afinal, 100% dos que se dizem Católicos seguem fielmente as regras de proibição do sexo fora do casamento, métodos contraceptivos