Redação Pragmatismo
Política 17/Out/2019 às 22:08 COMENTÁRIOS
Política

Joice chama assessor de Bolsonaro de 'frouxo' e diz que só respeita "viado assumido"

Publicado em 17 Out, 2019 às 22h08

Após publicação de assessor especial da Presidência, Joice Hasselmann diz que só respeita os “viados” assumidos. “Os que se escondem no conservadorismo não merecem respeito. Frouxo é frouxo, não importa o posto que tenha”. Olavista Filipe Martins é considerado o braço direito de Jair Bolsonaro no governo

Filipe Martins e Joice Hassselmann

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), ex-líder do governo no Congresso, atacou o assessor especial da Presidência, Filipe Martins, após ele fazer uma publicação sobre Eduardo Bolsonaro.

Martins afirmou que o Zero Três é o “líder natural” do partido e disse que a decisão foi uma “escolha”, não um “eco”. “El macho man…macho, macho man”, ironizou a parlamentar, em resposta ao assessor. Um pouco depois, Joice o chamou “frouxo”.

Joice publicou em sua conta pessoal que respeita os “viados” assumidos. “Os que se escondem no conservadorismo, fazem pinta de machões, escondidos em suas pseudos canetas e ficam mandando indiretas como se fosse ‘machos’ não merecem meu respeito”, ironizou — uma indireta a Martins.

“Frouxo é frouxo, não importa o posto que tenha”, completou a parlamentar. A resposta de Joice causou repercussões negativas com apoiadores do PSL nas redes sociais. O seu nome entrou nos trending topics do Twitter na manhã desta quinta-feira, 17.

A frase publicada por Martins (“A choice, not an echo”) é o título de um livro norte-americano de uma escritora conservadora que narra a disputa dentro do partido republicano.

Alguns seguidores do assessor ironizaram a resposta afiada da parlamentar e fizeram brincadeiras pela semelhança fonética da palavra “choice” (“escolha”) e Joice. “A Joice não é um eco”, escreveu um usuário. “A choice, not a Joice”, ironizou outro.

A discussão começou após a publicação de Martins sobre o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). O assessor especial afirmou que um requerimento para que ele se torne o “líder de fato” do partido foi assinado por 27 deputados federais.

“O PSL e a sua bancada precisam de um líder capaz de conduzi-los em consonância com os anseios populares. O PSL tem tudo para se tornar o grande partido conservador de que o Brasil tanto precisa”, escreveu Martins.

Joice destituída

Filipe Martins é aluno de Olavo de Carvalho e fiel escudeiro de Bolsonaro. Após a discussão com o rapaz, Joice Hasselmann acabou destituída do cargo de líder do governo no Congresso Nacional.

Joice caiu atirando. Em entrevista ao colunista Chico Alves, do portal UOL, a parlamentar aponta o que, segundo ela, “todo mundo sabe”, numa referência ao que chamou de “milícia virtual”.

“São pessoas interligadas em todo Brasil, algumas recebendo para isso e outras não. Muitos robôs. Já sabia e não estou nem aí para isso”, denunciou. Antes ferrenha bolsonarista, Joice não poupou críticas ao presidente. “Tem uma inteligência emocional de -20, não é nem zero”, disse.

“Toquei toda a liderança do Congresso e da Câmara, porque o líder da Câmara [Major Vitor Hugo], todo mundo sabe, coitado, é um nada. Todo mundo sabe que as derrotas que o governo teve na Câmara foi por causa desse menino. Entreguei a reforma da Previdência, o PLN que deu ao presidente Jair Bolsonaro R$ 248 bilhões e livrou o presidente do impeachment. Saio com meu dever cumprido”, completou.

Recomendações

Comentários