Redação Pragmatismo
Governo 08/Jul/2019 às 15:57 COMENTÁRIOS
Governo

Rejeição ao governo Bolsonaro aumenta, mostra Datafolha

Publicado em 08 Jul, 2019 às 15h57

Datafolha mostra aumento de rejeição ao atual governo. Com seis meses de governo no primeiro mandato, Bolsonaro tem o pior índice de aprovação desde 1990

avaliação governo bolsonaro datafolha
Jair Bolsonaro (EVARISTO SA / AFP)

A mais recente pesquisa Datafolha revelou números desfavoráveis ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). O levantamento foi realizado nos dias 4 e 5 de julho, em todo o Brasil, com entrevistados com mais de 16 anos.

A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro.

Entre os entrevistados, 33% responderam que o presidente da República está fazendo um governo ótimo/bom. Aqueles que avaliam o governo como regular são 31% e também 33% classificam a gestão Bolsonaro como ruim/péssima.

Os números do Datafolha coincidem com os da última pesquisa Ibope. Veja aqui.

Veja os números da avaliação do governo:

Ótimo/bom: 33%
Regular: 31%
Ruim/péssimo: 33%
Não sabe/não respondeu: 2%

O número de aprovação à Bolsonaro é igual ao registrado pela pesquisa no mês de junho, quando 33% também optaram pelo ótimo/bom. A rejeição, no entanto, estava em 22%, onze pontos percentuais abaixo do resultado da pesquisa de julho.

O número de respostas ruim/péssimo cresceu em todas as regiões do país. Na região Sul, por exemplo, onde está a maior aprovação à Bolsonaro (42%), a rejeição passou de 20% em abril para 25% em julho.

O Datafolha também perguntou se Bolsonaro fez mais, menos ou o que deveria pelo país. Os resultados foram os seguintes:

♦ Fez pelo país mais do que esperava: 12%
♦ Fez pelo país o que esperava que ele fizesse: 22%
♦ Fez pelo país menos do que esperava: 61%

Com seis meses de governo no primeiro mandato, Bolsonaro tem o pior índice de aprovação desde 1990. Aos seis meses de mandato, os percentuais de ótimo e bom dos presidentes em primeiro mandato foram os seguintes:

Fernando Collor (1990): 34%
FHC 1 (1995): 40%
Lula 1 (2003): 42%
Dilma 1 (2011): 49%
Bolsonaro (2019): 33%

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários